Residência criativa para mediadores de leitura abre inscrições

data 26 de fevereiro de 2024
autor

Crédito: Divulgação/Flipomerode

Projeto reunirá 10 profissionais selecionados em uma formação imersiva e gratuita de três dias consecutivos na zona rural de Jaraguá do Sul.

Oportunidade para criar e trocar experiências, a Intralinhas – Residência Criativa para Mediadores de Leitura está com inscrições abertas. Esta é a primeira formação imersiva voltada a este público realizada em Santa Catarina. Entre 12 e 14 de abril, 10 pessoas selecionadas receberão mentorias para pesquisa e desenvolvimento no Espaço Rio Manso Chalés & Ecoturismo, na Estrada Rio Manso, zona rural de Jaraguá do Sul. A participação é gratuita. Inscrições até cinco de março em: https://bit.ly/intralinhas
“O projeto foi pensado visando a formação e prática de mediação de leitura que podem ser identificados nos leitores, escritores, bibliotecários, professores e contadores de histórias, mas que podem ser exercidas por um conjunto diversificado de agentes/atores: como, por exemplo, livreiros, jornalistas, psicólogos, juízes. Para nós, a prática da mediação de leitura é de enorme relevância na construção de identidades culturais de indivíduos e comunidades, mas que infelizmente ainda necessita de reconhecimento”, explica o coordenador da Intralinhas, Gelson Bini. 
Em meio à natureza, cercada por cachoeiras, árvores e animais, a Intralinhas pretende capacitar e transformar o olhar dos mediadores para que eles sejam capazes de interagir com a diversidade de gêneros, estilos e temas da literatura nacional e universal de novas maneiras. Nos três dias, os selecionados receberão mentoria com quatro especialistas: a atriz e contadora de histórias, Leticia Liesenfeld; o mediador de leituras, Gelson Bini; o jornalista de literatura e mediador de debates literários, Rodrigo Casarin; e o escritor, Carlos Henrique Schroeder. 
O objetivo é promover o deslocamento do mediador para um espaço de concentração, pesquisa e criação que possibilite a troca de experiências, linguagens, conhecimentos e realidades em conjunto com outros mediadores (e com a intervenção de mentores), contribuindo para a transformação e entendimento do seu próprio trabalho. 

Transformar o olhar
De acordo com Bini, a mediação de leitura é uma prática que estimula o interesse, o prazer e a compreensão dos textos literários, ampliando o repertório cultural e o senso crítico dos leitores. “A residência oferecerá ferramentas teóricas e práticas para que os participantes possam planejar, conduzir e avaliar sessões de leitura compartilhada com diferentes públicos e contextos. Isso trará impacto direto na ponta, na base, para o público futuro dos mediadores contemplados pelo projeto”, explica. 
A Intralinhas – Residência Criativa para Mediadores de Leitura é realizada com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina através da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura – Edição 2023.

Serviço
Intralinhas – Residência Criativa para Mediadores de Leitura
Quando: De 12 a 14 de abril.
Local: Espaço Rio Manso Chalés & Ecoturismo (Estrada Ribeirão Manso, S/N – Zona Rural, Jaraguá do Sul). 
Inscrições: Até cinco de março.
Resultado e convocação: Dia seis de março.
Inscrições gratuita: https://bit.ly/intralinhas .

Os mentores

Leticia Liesenfeld – Divulgação/Flipomerode

Leticia Liesenfeld (São Paulo/SP) é atriz e contadora de histórias. Mestra em Comunicação e Artes pela Universidade Nova de Lisboa. Licenciada em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa (ESTC) e Bacharel em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atua desde 1997 em produções de teatro e dança e, desde 2003, como contadora de histórias e mediadora de leitura no Brasil, em Portugal e na Alemanha. Professora e coordenadora na Pós-Graduação em Narração Artística no Plo A Casa Tombada, Faculdade de Conchas (FACON). Pesquisa sobre a retórica do corpo na narração oral e sobre o íntimo na comunicação. 

Rodrigo Casarin – Crédito: Andréia Casarin

Rodrigo Casarin (São Paulo/SP) é jornalista de literatura, colunista do UOL e um dos melhores mediadores de debates literários do país. É autor de “A biblioteca no fim do túnel: um leitor em seu tempo”, que reúne crônicas sobre livros. 

Gelson Bini (Jaraguá do Sul/SC) é mediador de leituras há vinte anos e já levou seu Guia de Leitura para 22 Estados brasileiros através do Departamento Nacional do Sesc. Em 2020/2021, o projeto Guia de Leitura foi certificado pelo selo O Brasil que Lê, da Cátedra Unesco/Itaú Cultural. 

Carlos Henrique Schroeder – Crédito: André Guse Barbi

Carlos Henrique Schroeder (Jaraguá do Sul/SC) escreveu os livros “As certezas e as palavras” (Prêmio Clarice Lispector, da Biblioteca Nacional), “As fantasias eletivas” (indicado nos vestibulares UFSC/UDESC/ACAFE e prêmio de romance do ano pela Academia Catarinense de Letras), “História da Chuva” (Bolsa Petrobras Cultural) e “Aranhas” (prêmio de livro de contos do ano pela Academia Catarinense de Letras). Schroeder já falou sobre seus livros na França (Sorbonne), México (FIL Guadalajara) e Espanha (Casa Catalunya), e deu oficinas de criação em cinco Estados brasileiros. 

Veja também

Desenvolvido por AUIN Tecnologia