Fumacê: confira os bairros onde ocorre a ação nesta quarta-feira

data 2 de abril de 2024

Medida é considerada eficaz no combate à dengue.

A prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que nesta quarta-feira ocorrerá aplicação de fumacê em ruas dos bairros Ilha da Figueira, Vila Nova e Vila Lalau. A ação ocorrerá entre 5h30 e oito horas. A aplicação de fumacê faz parte das ações de rotina no combate à dengue em Jaraguá do Sul. 
Confira por onde as equipes irão passar: Rua Domingos da Rosa, Manoel dos Santos e Bertoldo Drews – Ilha da Figueira, Rua Domingos Demarchi – Vila Nova, e Rua Germano Marquardt – Vila Lalau.
O trabalho será realizado pela equipe de controle de zoonoses com equipamento intercostal e a utilização do inseticida Cielo.
Importante: Em caso de chuva ou outras condições adversas de tempo, a ação poderá ser reprogramada para outro horário.
O fumacê é feito em áreas com alta infestação de mosquitos e casos de dengue. Os agentes de combate às endemias estão percorrendo a área onde haverá a aplicação do inseticida para orientar os moradores.
A aplicação é uma medida utilizada para combater mosquitos adultos, especialmente o Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. Isso é feito liberando uma “nuvem” de fumaça contendo baixas doses de um inseticida chamado Cielo-ULV. O objetivo principal é eliminar os mosquitos e reduzir a transmissão dessas doenças.
O fumacê será aplicado ao redor das casas por um agente de endemias utilizando uma bomba intercostal, dispersando a névoa de inseticida e atingindo áreas onde os mosquitos se escondem e se reproduzem, contribuindo para proteger as comunidades contra doenças transmitidas por esses insetos. A aplicação visa eliminar o mosquito na fase adulta que está próximo às residências que serão trabalhadas.
As atividades são planejadas e definidas com base em avaliação técnica, em conjunto com a Regional de Saúde, considerando aspectos epidemiológicos (ocorrência de casos em humanos) e entomológicos (bairros infestados pelo mosquito Aedes Aegypti).

Outras orientações incluem:
Manter aquários, gaiolas, alimentos e vasilhas cobertos até duas horas após a aplicação do inseticida;
Pessoas doentes, idosas, alérgicas e recém-nascidos devem permanecer em locais mais afastados por até duas horas após a aplicação do inseticida;
Hortas e árvores frutíferas: orientamos higienizar adequadamente antes do consumo;
Proprietários de animais de estimação, aquários e pássaros devem colocá-los em um cômodo fechado durante a pulverização do inseticida e liberá-los após 30 a 40 minutos. Recipientes de água e comida dos animais também devem ser recolhidos. No caso de colmeias (caixas de abelha), o mesmo período de espera é recomendado antes de abri-las. (A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Abastecimento está em contato com os apicultores para orientação).

Veja também

Desenvolvido por AUIN Tecnologia