Suspeito de queimar a namorada viva após atirar na cabeça dela é preso

Por: Revista Nossa Foto:
Compartilhe

 

Jovem de 20 anos foi morta na noite do dia 16 de maio

 
 
 
Suspeito procurou a delegacia para confessar crime em Joinville  
Suspeito procurou a delegacia para confessar crime em Joinville
(Foto: Polícia Civil, Divulgação)
     

O homem suspeito de atirar e assassinar a companheira queimada em Joinville foi preso na tarde de terça-feira (24), nove dias após o crime. Segundo a Polícia Civil, vítima ainda estava viva quando o fogo começou. Ela foi encontrada em cima de uma cama com queimaduras pelo corpo. 

? Valesca Micaela Toledo tinha 20 anos e foi morta na noite de 16 de maio dentro da quitinete em que vivia com o então namorado, de 18, no bairro Jardim Sofia, zona Norte da cidade. Conforme apontam as investigações da Polícia Civil, Valesca foi atingida com um tiro na cabeça e, em seguida, teve o corpo incendiado

O suspeito já tinha sido identificado pela polícia e, inclusive, tinha um mandado de prisão ativo, mas ainda não havia sido encontrado. Na última terça, ele procurou a Delegacia de Homicídios e confessou o feminicídio. 

O homem justificou que agiu em legítima defesa, no entanto, conforme a polícia, elementos encontrados na cena do crime indicam "clara contradição" na alegação do jovem. Ele foi preso preventivamente. 

Além deste feminicídio, o suspeito também é investigado pela morte da ex-companheira de Valesca, morta em dezembro do ano passado no bairro Jardim Paraíso. 

Relembre o caso

?A Polícia Militar foi acionada por volta das 20h40min do dia 16 para atender a ocorrência e, quando chegaram ao endereço, encontraram a casa queimada. Os policiais conversaram com vizinhos, que relataram ter ouvido Valesca e o suspeito discutindo durante a noite.

A casa fica em um conjunto de quitinetes e, minutos após a briga, os moradores sentiram cheiro de fumaça saindo do local e, rapidamente, atuaram com baldes para apagar as chamas. No entanto, em primeiro momento, o corpo da vítima não foi encontrado pelos vizinhos, mas havia a suspeita de que ela tinha sido agredida.

Durante a revista, dentro de um dos quartos da quitinete, que fica aos fundos, a PM encontrou o corpo da mulher com queimaduras na cabeça e nos ombros, em cima de uma cama.

Veja também

Encontrada mulher desaparecida na Praia Brava
O desaparecimento de Simone estava sendo divulgado por amigos
Dono de construtora de Balneário Camboriú é executado dentro de loja
Ele foi morto a tiros e polícia acredita que pode ter sido um latrocínio    
Em Barra velha trio é preso por lavar dinheiro com carro de luxo
Polícia também apreendeu 20 mil maços de cigarros, avaliados em R$ 100 mil
Mulher esfaqueia companheiro em Jaraguá do Sul
Homem fica gravemente ferido 
Mulher tenta atropelar marido após suposta traição
Acidente ocorreu na última sexta-feira, durante a saída de uma festa