Rede Nossa: Secretarias de Saúde se preparam para vacinação contra Covid-19 em Jaraguá e Guaramirim

Por: Revista Nossa Foto: Divulgação
Compartilhe

O secretário de Saúde de Jaraguá do Sul, Alceu Gilmar Moretti, reuniu a equipe técnica da Secretaria na quinta-feira (14) com o objetivo de planejar a campanha de vacinação contra a covid-19. Conforme Moretti, o município está preparado para colocar em prática a campanha, seguindo as orientações do Ministério da Saúde. “Embora ainda não tenhamos uma data definida para iniciar a campanha, precisamos estar preparados”, enfatiza o secretário.


Secretário Alceu Moretti (centro)


Durante a reunião, foram mapeadas as unidades básicas de saúde que possuem salas de vacina, assim como locais onde poderão ser instalados pontos extras de imunização, com o objetivo de facilitar o acesso a alguns grupos. “Avaliamos todas as possibilidades, até mesmo a de abrir mais salas de vacina para dar vazão à demanda, mesmo em unidades que já possuem este espaço”, destaca Moretti, acrescentando que todo o esquema da campanha da covid deve acontecer paralelo às vacinações de rotina e demais atendimentos que ocorrem rotineiramente nas unidades de saúde do município. “Também avaliamos a possibilidade de ampliar horários e dias de vacinação”, explica.

O planejamento da Secretaria de Saúde depende da quantidade de vacinas que serão disponibilizadas pelo Ministério da Saúde para o município de Jaraguá do Sul. Sobre os insumos, Moretti enfatiza que 80 mil seringas e agulhas já foram adquiridas pela prefeitura, sendo que boa parte já se encontra à disposição do município e outra parte será entregue nos próximos dias.

Para a presidente do Comitê de Combate ao Coronavírus, Emanuela Wolff, este é um momento de expectativa e deve ser tratado com muita responsabilidade. "Assim como todas as ações tomadas até agora, temos que ser responsáveis. Quando recebermos as primeiras doses da vacina, vamos iniciar a campanha", esclarece Emanuela.

Quanto ao público-alvo inicial da campanha, estima-se que 30 mil pessoas devem fazer parte do grupo a ser imunizado na primeira fase. 

Veja o calendário de vacinação em Jaraguá do Sul.

 

Já em Guaramirim

A Prefeitura de Guaramirim e Secretaria de Saúde estão preparando todos os detalhes para a imunização contra o coronavírus, assim que a vacina for definida pelo Ministério da Saúde. Apesar de ainda não ter uma data para início da vacinação, o município já conta com locais adequados para conservar as vacinas em todas as unidades de saúde que possuem sala de vacinação e adquiriu mais de 75 mil agulhas e seringas. Além disso, conta com profissionais capacitados para aplicar as doses em toda a rede.


Secretária Cheila Rohweder (à esquerda) vistoriando conservadoras de vacina


Conforme a secretária Cheila Patricia Rohweder, o município está se antecipando e organizando para que, assim que as doses forem disponibilizadas, possa iniciar a imunização. “Guaramirim conta com conservadoras (equipamento especialmente projetado para armazenar e refrigerar as vacinas) em todos os postos de saúde com sala de vacinação, isso nos dá tranquilidade para armazenar as futuras doses e também garante a segurança da vacina”, diz. Além disso, Guaramirim reforçou o estoque de seringas e agulhas. “Desde o início da pandemia estamos lutando contra o coronavírus e realizando uma série de ações que buscam o enfrentamento dele, agora estamos deixando toda a estrutura organizada para iniciar a vacinação assim que for liberada”, diz. Guaramirim possui oito unidades de saúde com sala de vacinação completa. 

Cheila explica que o município seguirá o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, apresentado pelo Governo de Santa Catarina, iniciando a imunização para pessoas com 75 ou mais e profissionais da saúde. Depois, seguindo os demais grupos prioritários. A Saúde deve ainda montar um esquema diferenciado para a vacinação, evitando aglomerações e aumentando a segurança de todos. A expectativa agora é para que o Ministério da Saúde defina a vacina aplicada e libere a distribuição aos municípios. 

1ª fase:
Trabalhadores de Saúde
Pessoas de acima de 75 anos 2
Pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas
População indígena

2ª fase:
Pessoas de 60 a 74 anos

3ª fase:
Pessoas que apresentam alguma comorbidade* 
*Diabetes mellitus; hipertensão; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; obesidade grave (IMC≥40). 

4ª fase:
Professores
Profissionais das forças de seguranças e salvamento e funcionários do sistema prisional

Veja também

Rede Nossa: Bolsonaro zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha
Medidas foram publicadas em edição extra do Diário Oficial.
Rede Nossa: Mulher apanha do marido mas diz a policiais que está tudo bem
Esposa deixou barato, mas a PM não deixou por menos.
Rede Nossa: Polícia intervém em briga de dois cidadãos e encontra duas armas de fogo prontas para meter bala
Discordância teria sido motivada pelas enxurradas das últimas 48 horas que estaria prejudicando a residência de um dos envolvidos.
Rede Nossa: Defesa Civil de Guaramirim segue registrando deslizamentos de terra no município
Até o momento foram registrados mais de 170 milímetros de chuva num acumulado de três dias.
Rede Nossa: Mãe com Covid-19 é entubada um dia após dar à luz trigêmeos em SC
Carolina Gotardo segue internada, mas apresenta melhoras, segundo marido, que visitou os filhos pela 1ª vez na segunda-feira:
Rede Nossa: Mamonas Assassinas: 25 anos após tragédia
Integrantes morreram em acidente de avião em 2 de março de 1996, no auge do sucesso. Veja quais são as músicas do grupo mais ouvidas hoje, segundo o Spotify.