Quando levar meu filho no ortodontista?

Por: Odontologia - Por Giselle Hasse
Foto: Divulgação
Compartilhe

Esta é a dúvida mais frequente que os pais tem sobre a ortodontia. Durante as consultas com a odontopediatra, é possível manter o controle das cáries e da placa, porém a avaliação para verificar a necessidade de colocação de aparelho ortodôntico ou ortopédico, deve ser realizada por um profissional especialista.

O ideal é que seja realizada esta avaliação ortodôntica no momento em que a criança começa a perder os primeiros dentes de leite, para analisar se existe ou não os espaços ideais para o surgimento dos dentes permanentes. Esta fase geralmente ocorre  a partir de cinco a seis anos de idade.

Nesta primeira avaliação, o ortodontista poderá verificar se precisa de uma intervenção para evitar um problema maior no futuro ou acompanhar o crescimento dos ossos maxilares e da dentição.

Muitos pais perguntam o porque tão cedo. "Mas meu filho é tão pequeno ainda!!!" Exatamente por ele ser pequeno podemos fazer uma intervenção de caráter preventivo.

Neste caso, usamos o crescimento da criança a nosso favor, prevenindo assim o uso de uma ortodontia mais invasiva no futuro. Um exemplo muito comum é quando se deseja acabar com o mau hábito de chupar dedo. Pode ser também necessário quando se deseja melhorar o crescimento dos ossos da face, seja para ganhar espaço ou para equilibrar a posição da mandíbula e da maxila, diminuindo o tempo prolongado de ortodontia fixa ou até mesmo cirurgias ortognáticas.

Essa intervenção na criança normalmente é feita com aparelhos ortopédicos, diferentes dos sistemas de braquetes que os adultos estão acostumados. Esses aparelhos são confeccionados especialmente para cada criança de forma individual e de fácil adaptação.

Os aparelhos ortopédicos visam estimular a rede de neurônios sensoriais da boca, enviando a mensagem até o sistema nervoso central, que remodelará as estruturas ósseas. Esse sistema é fundamental para a mastigação, deglutição, fala, respiração e sucção.

Para que atuem corretamente, esses aparelhos, na maioria dos casos, ficam “soltos” na boca estimulando as funções orais, ativando a musculatura e promovendo a remodelação óssea, muscular, articular e funcional da face.

Existe vários tipos de aparelhos ortopédicos, mas os mais utilizados são aqueles para “expandir o céu da boca”.

Embora a ortopedia seja mais utilizada em crianças, ela também pode ajudar muito os adultos, corrigindo disfunções relacionados à musculatura e aos problemas posturais, como bruxismo, dores faciais, apnéia do sono, zumbido no ouvido, dores de cabeça, entre outros.

Esperamos, com esta explicação, conseguir sanar um pouco desta dúvida e deixar claro a vocês, pais, que quanto antes iniciar a ortodontia, melhor e mais rápido será o tratamento para seu filho!!!

Veja também

SOBRE OS MIL REAIS...
CONFIRA A COLUNA DESTA SEXTA-FEIRA-22-10
Confira a Coluna do Moa desta quinta-feira 21-10
TÁ AFIM DE GANHAR MIL REAIS?
As mulheres o tabagismo e a gravidez
Conheça os riscos e livre-se o quanto antes desse hábito nocivo.
Tá confirmado! É namoro e pelo visto dos mais firmes o que vem rolando entre
CONFIRA A COLUNA DO MOA DESTA QUARTA-FEIRA
PROPRIEDADE INDUSTRIAL
Confira o que diz o d advogado Marcos Roberto Hasse.
A 13ª Festa do Champagne, o evento mais feminino de Santa Catarina, será realizada no dia
CONFIRA A COLUNA DOMOA DESTA TERÇA-FEIRA-19-10