Otoplastia: a correção da orelha em abano

Por: Rodrigo Agacy e Ana Paula Passini
Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

Desde os tempos mais remotos, quando nasce uma criança com as orelhas um pouco mais proeminentes gera uma preocupação familiar. Quem nunca ouviu o conselho de colar uma fita adesiva logo após o nascimento na tentativa de inibir a formação da orelha em abano? Pois bem, infelizmente essa manobra não surtirá efeito se a criança tiver uma predisposição genética para tal alteração.

A orelha em abano é uma alteração congênita da orelha causada por um aumento exagerado (hiperplasia) das cartilagens auriculares. Como conseqüência desta hiperplasia ocorre um apagamento das “dobras” ou aumento do ângulo entre o crânio e o pavilhão auricular. A cirurgia para sua correção denomina-se otoplastia.

Orelha de abano em bebê, moldagem: as maiores dúvidas respondidas!

Esta cirurgia poderá ser realizada em qualquer idade, porém o ideal é que seja feita no período pré-escolar, dos 5 aos 7 anos, quando já há um desenvolvimento completo das estruturas anatômicas da orelha e para que se evite constrangimentos na escola e no dia-a-dia. A cirurgia dura cerca de 2 horas e é realizada sob anestesia local com sedação ou anestesia geral, dependendo da idade da criança. As cartilagens são fixadas em sua posição normal e a curvatura da orelha é corrigida através de pontos e enfraquecimento da cartilagem. Os exames pré operatórios são os mesmos das demais cirurgias, sendo necessária também a avaliação pré-anestésica.

A recuperação após a cirurgia costuma ser tranqüila, sendo a dor local bem tolerada com o uso de analgésicos. As cicatrizes ficam bem discretas, escondidas atrás da orelha junto ao crânio e os pontos são retirados em torno de 15 dias, sendo necessário o uso de uma faixa tipo tenista ou bailarina durante cerca de trinta dias. O tempo para a obtenção do resultado definitivo poderá ser de algumas semanas devido ao edema do pós-operatório.

O paciente pode retornar as suas atividades escolares ou profissionais entre uma semana e dez dias, mas esforços físicos e esportes de contato devem ser evitados no primeiro mês de pós-operatório.

Agacy e Passini - Cirurgia Plástica

Dra. Ana Paula Passsini
CRM 15.512
www.agacyepassini.com.br

 

Veja também

Coluna do Moa - 2 de junho
Se o final de semana foi agitado? É claro que não, né!? Mais um final de semana em casa.
Rede Nossa: Após quebra-quebra no centro de Curitiba, terroristas do ANTIFA podem atacar Santa Catarina
Ato em protesto ao presidente Bolsonaro foi convocado pelas redes sociais
Rede Nossa: Após mais 59 casos confirmados de coronavírus, empresa em Corupá é interditada
A Polícia Militar foi comunicada e prestará apoio para que a determinação seja cumprida pelos responsáveis
Rede Nossa: CPI dos Respiradores tem reunião com depoimentos de ex-secretários
A CPI dos respiradores, que investiga a compra de 200 ventiladores pulmonares para combate à covid-19 pelo governo do Estado de SC, retoma a fase de depoimentos na tarde desta terça-feira (2)
Rede Nossa: Grupo hacker vaza dados pessoais do dono da Havan na internet
Informações foram retiradas do ar cerca de 1h15 após a publicação no Twitter
Rede Nossa: Em novo decreto, Governo fala sobre a retomada do Campeonato Catarinense
André Motta, Secretário da Saúde de Santa Catarina, disse que a data pode ser mantida ou sofrer nova alteração dependendo da situação do estado em relação ao coronavírus