Loja mais antiga de Balneário Camboriú fecha as portas

Por: Revista Nossa Foto:
Compartilhe

 

     
Luciene Calçados, na Avenida Central
Luciene Calçados, na Avenida Central (Foto: Reprodução)
 

No último sábado (30), às 18h, a mais antiga loja em atividade em Balneário Camboriú fechou as portas pela última vez. A “Luciene”, na Avenida Central, encerrará as atividades depois de 55 anos.

 

Sempre no mesmo endereço, no coração da cidade, a poucos metros da prefeitura e do calçadão, a loja foi pioneira em muitos aspectos. Foi, por exemplo, a primeira a vender calçados em Balneário Camboriú - o fundador, senhor Luiz Aquino Vieira, ouviu do gerente do banco que seria um péssimo negócio. Afinal, para que vender sapatos na praia, onde todo mundo andava de chinelos?

Ele insistiu na ideia, começou a "importar" calçados de São João Batista, e transformou seu negócio em um grande sucesso. A Luciene expandiu para três andares, chegou a ter café e espaço para desfile das novas coleções quando isso só existia nos grandes magazines.

A empresa também teve uma participação importante na formação da Intersindical e do Convention & Visitors Bureau de Balneário Camboriú, e esteve engajada em diversas campanhas - como a que pediu a duplicação da BR-101.

Veja também

Prefeitura adere ao programa Sebraetec
Cidade será a primeira cidade do Estado a desenvolver o programa, que visa apoiar micro e pequenas empresas.
Grupo Pró Empresa traz desburocratização na abertura de empresas
Em 2019, a média era de oito dias para abrir uma empresa em Jaraguá. Atualmente isso é possível em pouco mais de dois dias.
Sancionada Lei que cria sistema eletrônico de registros públicos
Principal intenção é permitir que atos e negócios jurídicos sejam registrados e consultados eletronicamente.
Isenção de IRPF de pessoa portadora de HIV sem sintomas da Aids
Benefício é obrigatório, ainda que a pessoa não sinta os sintomas da doença.
ITCMD: Inconstitucionalidade da diferenciação de alíquota em razão do grau de parentesco
Decisão é de novembro de 2020, mas muitas pessoas ainda não sabem.