JARAGUÁ DO SUL - 145 ANOS SEM MEDO DE CRESCER

Por: Dicas do Dr. Vicente
Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

Este mês inauguro minha coluna mensal na revista do querido amigo Moa e, como é julho, mês de aniversário de Jaraguá do Sul, o assunto não poderia ser outro.

Nesses 145 anos de existência, que se iniciou em 1876 quando Emílio Carlos Jourdan desembarcou nas matas da margem direta do rio Itapocu, Jaraguá do Sul se tornou uma cidade de invejável pujança em desenvolvimento industrial, inovação e empreendedorismo.

Matriz de indústrias, produtos, serviços e soluções distribuídos e apreciados em todo Brasil e em dezenas de países, Jaraguá do Sul conta hoje com hospitais muito bem equipados, realizando medicina de ponta e até mesmo transplantes, e tem um dos maiores sistemas de esgoto sanitário do país, chegando a 90% de cobertura.

Jaraguá é inovação e superação diária. Nossa cidade é fé, é arte, é saúde, é esporte, é educação, é segurança e trabalho.

Este município tem um coração que bate com carinho na hora de acolher quem aqui chega. Gente de todos os Estados do Brasil (e do mundo) são aqui recebidos e se inserem na sociedade trazendo suas culturas e força de trabalho para contribuir com essa cidade que não tem medo de crescer.

Jaraguá tem o tipo mais avançado de empreendedorismo, aquele voltado também para a atenção social. Aqui temos exemplos inigualáveis de participação social das empresas na construção de uma sociedade capaz de ofertar melhores serviços públicos à população.

Parabéns! Vamos celebrar seus 145 anos!

Feliz aniversário, Jaraguá do Sul do nosso coração!

Saúde!

 

Veja também

SOBRE OS MIL REAIS...
CONFIRA A COLUNA DESTA SEXTA-FEIRA-22-10
Confira a Coluna do Moa desta quinta-feira 21-10
TÁ AFIM DE GANHAR MIL REAIS?
As mulheres o tabagismo e a gravidez
Conheça os riscos e livre-se o quanto antes desse hábito nocivo.
Tá confirmado! É namoro e pelo visto dos mais firmes o que vem rolando entre
CONFIRA A COLUNA DO MOA DESTA QUARTA-FEIRA
PROPRIEDADE INDUSTRIAL
Confira o que diz o d advogado Marcos Roberto Hasse.