Coroa X implante

Por: Odontologia - Por Giselle Hasse
Foto: Divulgação
Compartilhe

Neste mês vou explicar uma dificuldade que a maioria dos pacientes tem em entender a diferença entre coroa e implante. Dúvida muito frequente nas consultas.

A coroa dentária é um elemento odontológico que visa substituir um ou mais dentes com a estrutura danificada. Neste caso, o paciente ainda tem a raiz do dente em questão e necessita somente de uma coroa. Esta coroa pode ser confeccionada em vários materiais e vai depender muito da avaliação e indicação do profissional para cada caso em específico.

Para recomendar uma coroa dentária o profissional baseia-se geralmente nos seguintes fatores que podem ocorrer na boca do paciente:

- Fratura de um dente

- Desgaste de dente e pouca resistência da estrutura do esmalte

- Necessidade de melhorar a estética

- Ao término de um tratamento de canal quando houve uma grande perda de estrutura dental

- Necessidade de colocar um implante dentário em função.

Esta última é a grande dúvida que surge. Como assim doutora? É coroa ou implante?

A coroa é a parte visível do dente, fora do osso, parte que aparece para fora da gengiva. Os implantes também possuem coroas, mas neste caso, o paciente perdeu o dente por inteiro, não existe nem raiz. O implante seria a parte de dentro do osso que substitui exatamente a raiz do dente perdido. Após o implante ter a osseointegração (quando o pino fica totalmente incorporado ao osso de maneira natural), é feita a parte visível que se chama coroa, imitando o dente natural.

Os materiais hoje em dia mais utilizados para a confecção de uma coroa são porcelana (cerâmica), métalocerâmica, zircônia e resina acrílica.

As diferenças entre elas:

Porcelana: essas coroas são inteiramente confeccionadas com o mesmo material, não contendo metal na infraestrutura, o que as torna ainda mais parecidas com os dentes naturais. Por este motivo são bastante indicadas no tratamento dos dentes anteriores, caso o paciente não tenha problemas com mordida muito forte ou ranger de dentes.

Métalocerâmica: A estrutura dela é em metal, sendo coberta por cerâmica. É o tipo mais utilizado quando se necessita de resistência, mas mesmo assim apresenta uma boa estética, pois o metal existente nela é imperceptível. Indicada para pacientes com bruxismo.

Zircônia: Esse material foi considerado uma grande revolução. As coroas de zircônia são resistentes e altamente estéticas. Neste modelo, não há a presença de metal na estrutura interna, o que possibilita a passagem da luz pela prótese, deixando-a da mesma cor do dente natural. Além disso, o material não causa surgimento de manchas acinzentadas próximas a gengiva e, ainda, por não levar metal na fabricação, não dá alergia.

Resina acrílica: Trata-se de uma das opções mais comuns, por conta do seu preço, que é bastante acessível. Mas ela apresenta algumas desvantagens: a resina é um material muito poroso, que absorve substâncias com facilidade, e isso pode fazer com que a coroa seja fonte de mau hálito. Outra consideração a respeito da coroa dentária de resina é em relação a sua durabilidade que é bem menor, uma vez que o material desgasta e pode quebrar com facilidade. Material muito utilizado nas coroas provisórias.

Com isso esperamos ter conseguido tirar as dúvidas que possam surgir sobre esse tema tão importante na odontologia.

Veja também

SOBRE OS MIL REAIS...
CONFIRA A COLUNA DESTA SEXTA-FEIRA-22-10
Confira a Coluna do Moa desta quinta-feira 21-10
TÁ AFIM DE GANHAR MIL REAIS?
As mulheres o tabagismo e a gravidez
Conheça os riscos e livre-se o quanto antes desse hábito nocivo.
Dia Nacional de Combate a Sífilis chama atenção para a doença
O dia 16 de outubro marca a data, mas orientações, testes rápidos e acesso facilitado ao tratamento fazem parte da rotina diária da saúde.
Boletim coronavírus do dia 21 de outubro de 2021
Nas últimas 24 horas foram 25 novos casos e 50 pessoas recuperadas.
Tá confirmado! É namoro e pelo visto dos mais firmes o que vem rolando entre
CONFIRA A COLUNA DO MOA DESTA QUARTA-FEIRA