Com mortes e internações em queda, prefeito de Chapecó critica lockdown e defende tratamento precoce

Por: Revista Nossa Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

O prefeito de Chapecó (SC), João Rodrigues (PSD), criticou o lockdown e defendeu o tratamento precoce no enfrentamento da pandemia de covid-19. Em entrevista ao programa Opinião no Ar, exibido nesta manhã pela RedeTV! — que também contou com a participação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), como registramos —, Rodrigues classificou como um case a política de combate ao coronavírus adotada pelo município catarinense.

João Rodrigues prefeito de Chapecó- "Eu dou liberdade e apoio aos médicos que querem fazer o tratamento precoce"

 

Silvio Navarro, editor-executivo de Oeste, e Rodrigo Constantino, colunista da revista, participaram da entrevista. O programa também contou com a participação da jornalista Amanda Klein. Segundo o prefeito, de 5,5 mil casos de covid-19 no dia 5 de março, Chapecó tem hoje pouco mais de 300. A cidade tinha 185 pacientes internados há um mês — este número caiu para 29. No início de março, morriam de 12 a 18 pessoas por dia no município e, hoje, a média diária de mortes é de 2 a 3.

“Eu assumi o mandato em janeiro, quando explodiu essa nova cepa, que é devastadora e muito veloz. Lotou os hospitais, não tinha espaço para atendimento em enfermaria”, recordou o prefeito. Segundo ele, o segredo do sucesso foi a combinação entre o “tratamento imediato ou precoce” e a “testagem rápida na população”. “Em 20 minutos, identificamos quem estava doente e tratamos imediatamente”, afirma.

Veja também

Prefeitura vai lançar novo edital para construção do Centro de Treinamento
O projeto prevê duas quadras poliesportivas com arquibancadas.
Prossegue vacinação contra Covid nesta quarta-feira - feriado de Tiradentes.
A central de vacinas, é no Parque Municipal de Eventos,
A força feminina na Câmara de Jaraguá do Sul
Ela foi eleita com o maior número de votos entre as mulheres.
Vereadora Nina protocolou projeto que institui regime especial de contratação de mulheres vítimas de violência doméstica
O projeto objetiva viabilizar a inserção de mulheres vítimas de violência doméstica no mercado de trabalho.
Record de vacinação da primeira dose no fim de semana
Um bom público foi até o Parque Municipal de Eventos no sábado e domingo para receber a primeira dose