Cidade de Santa Catarina quer proibir venda de bebida alcóolica para quem estiver embriagado

Por: Revista Nossa Foto:
Compartilhe
 

 

Projeto sobre venda de bebidas alcoólicas foi apresentado pela prefeitura de Balneário Piçarras
Projeto sobre venda de bebidas alcoólicas foi apresentado pela prefeitura de Balneário Piçarras (Foto: Divulgação)
     

Balneário Piçarras quer proibir a venda de bebidas alcoólicas para quem estiver embriagado, inclusive com previsão de multa e interdição em caso de descumprimento (se a proposta for aprovada). O projeto enviado pela prefeitura no início de maio foi lido na sessão de quarta-feira e na Câmara de Vereadores e agora será analisado pelas comissões do Legislativo. O principal objetivo da proposta, conforme a prefeitura, é a prevenção de ações "delituosas" com relação com o "consumo excessivo de bebidas alcoólicas em vias públicas".

O projeto do Executivo quer a proibição de venda e fornecimento de bebidas alcoólicas para quem estiver em “notório estado de embriaguez”. A restrição, inclusive de servir, é proposta para os estabelecimentos comerciais da cidade. O projeto também prevê que os estabelecimentos comerciais tenham de acionar agentes de segurança pública em caso de presença de pessoas embriagadas que estejam causando perturbação.

As penalidades previstas são multa e interdição e cassação do alvará do estabelecimento, em caso de reincidência. Na justificativa, a prefeitura de Balneário Piçarras cita decreto federal de 1941, no qual a embriaguez em locais públicos é considerada contravenção.

“O objetivo e a necessidade desta lei é prevenir as ações delituosas relacionadas ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas em vias públicas”, alega o município na justificativa. A elaboração da proposta teve sugestões da Polícia Militar. Na sessão de quarta-feira, o comando da PM na cidade se manifestou na sessão. Em defesa da proposta, foi alegado que garantindo que é evitar a “quebra da ordem pública” e outras situações

Veja também

Encontrada mulher desaparecida na Praia Brava
O desaparecimento de Simone estava sendo divulgado por amigos
Dono de construtora de Balneário Camboriú é executado dentro de loja
Ele foi morto a tiros e polícia acredita que pode ter sido um latrocínio    
Coluna do Moa deste sábado
Um empresário caixa alta da city, depois de ter pulado a cerca vária vezes, ter sido...
Coluna do Moa desta sexta-feira
Aquela figurinha bizarra e arrogante que sequer sabia falar e não disse...
Prefeitura adere ao programa Sebraetec
Cidade será a primeira cidade do Estado a desenvolver o programa, que visa apoiar micro e pequenas empresas.
Cresce o movimento nas farmácias SUS do município
No mês de junho mais de mil atendimentos foram registrados ao dia.