Tire suas dúvidas sobre pisos intertravados

Explicamos para você as vantagens e desvantagens desse tipo de piso

1 min para ler 22 ago, 17

Os pisos intertravados de concreto podem surgir com diversas nomenclaturas: bloquetes, pavimentos drenantes, pavers. Qualquer um desses nomes está na boca do povo, ou melhor, dos arquitetos e engenheiros. Cada vez mais popular entre os projetos urbanos do Brasil, esse estilo de piso ainda é cercado de dúvidas. Afinal, como utilizá-lo? Quanto custa? Há necessidade de mão de obra especializada? Qual o tempo de execução? São muitas questões que envolvem o tema e hoje vamos respondê-las!

d

Custos
Esse item envolve um termo que agrada muito: custo x benefício. É isso que os pisos intertravados oferecem. Isso por que, na maioria dos casos, mesmo sendo as soluções com obras mais caras que as demais opções (asfalto e concreto), eles possuem uma vida útil bem maior. Portanto, ao final, você verá que o projeto valeu mais a pena.

Publicidade

interna_eixo11_440x100px

Execução
Outro ponto forte dos pisos intervalados: não é preciso de uma mão de obra muito especializada, muito menos de equipamentos específicos. A execução é considerada bem simples.
Quanto à velocidade de execução, é preciso ficar atento quanto ao tamanho da obra. Se a área não for muito extensa, é possível fazer a aplicação rápida. Para áreas maiores, devido a pouca mecanização do processo, opções como concreto e asfalto podem ser mais vantajosas quando o assunto é tempo.

Durabilidade e resistência
A vida útil dos pisos intertravados, segundo os fabricantes, é de 20 anos, tempo muito superior às demais opções presentes no mercado. Claro que é preciso relevar – antes mesmo de decidir sobre o piso – qual será o tráfego na área desejada. Isso pode influenciar na durabilidade do material. Todavia, é importante saber que o piso intertravado consegue resistir ao tráfego tão bem quanto outros pisos. Isso vale até mesmo em relação ao peso de veículos e equipamentos que circularão na área. Você também pode se perguntar quanto ao deslocamento dos pequenos “blocos”. Quanto a isso não há segredos. Se houver um bom assentamento, não haverá desníveis. Mas cá entre nós que esse tipo de piso fica muito melhor para áreas de lazer e tráfego de pedestres do que outros usos. Afinal, sabemos que o asfalto oferece um conforto imbatível quando falamos em ruas e rodovias.

Publicidade

moinho-gif

Conforto térmico
Você sabia que o piso intertravado consegue suportar bem altas temperaturas sem dissipar o calor para o ambiente? Pois é. Diferentemente do asfalto, que absorve o calor rapidamente. Por conta disso, o intertravado é mais vantajoso para área de circulação de pessoas, sobretudo para áreas de piscina.

Publicidade

petshop_fabiorabin

Segurança
Outra notícia boa é que esse tipo de piso é permeável, ou seja, permite absorção de água, evitando acumulo ou escoamento muito rápido da mesma. Isso acontece em função da sua base e o rejunte de areia. Portanto, escorregões quando molhado nunca serão problemas em superfícies de pisos intertravados.