Sua majestade o samba

Os professores, Omar e Marli visitam o Rio de Janeiro e estudam ao berço do samba

  • Edição 219
  • Por
  • Foto: Maria Gonçalves
1 min para ler 29 abr, 17

O casal de professores e pesquisadores de dança de salão da Dançar A2 Escola de Dança de Jaraguá do Sul, Omar e Marli embarcam dia 19 deste mês em uma viagem de estudos ao berço do Samba. Estamos falando, é claro, do Rio de Janeiro, onde tem o intuito de entrevistar personalidades importantes do ritmo, procurar conhecer e fazer curso de capacitação com os melhores nomes do samba a dois no Brasil, além de visitar locais que fazem parte da história do samba (Estudantina Musical, Gafieira Elite, Baile do Bola Preta, Lapa 40 graus, Cachanga do Malandro, entre outros.) e adquirir vídeos, materiais diversos e livros que contribuam nessa pesquisa.

Serão sete dias de muito estudo com o projeto de Sua Majestade o Samba, pioneiro no país nesse formato que visa pesquisar dançarinos, professores e ambientes onde o samba de gafieira se formou para encontrar as suas características genuínas, estilos e evoluções conforme o transcorrer da história. Nessa mesma semana ocorre o Gafieira Brasil, maior evento de samba de gafieira do mundo que será de 20 a 23 de abril., nele estão confirmados representantes da França, Espanha, USA, Argentina, Canadá, Japão e muitos outros…

fotoomar

Os professores, Omar e Marli, já estão inscritos nesta fantástica inciativa de valorização, resgate e manutenção da cultura brasileira muito bem representada pelo samba. Quando retornar do Rio de Janeiro, a Dançar A2 terá uma semana dedicada ao samba de gafieira com aulas abertas a todos do município de Jaraguá, incluindo oficinas de samba no pé, samba de gafieira e exposição da pesquisa através de fotos, filmagens, portfólio e do artigo Samba Origens.

Samba, uma das preferências nacionais
Acredito que nenhum brasileiro consegue negar a afirmação anterior. Gênero musical nascido na zona portuária carioca, maturado e esculpido nas casas das “tias” baianas, entre os quais de a Tia Ciata se destaca, ele toma conta de todo o Brasil, fazendo com que nos quatro cantos do país os pandeiros, cavaquinhos e tantãs, instrumentos característicos da nossa música, possam ser ouvidos.

Inerente ao ser humano, o ato de dançar acompanha a humanidade, seja celebrando uma colheita, reverenciando deuses ou velando nossos mortos.

No samba esse hábito também foi incorporado. Apesar de não ser sempre dançado em pares, onde a condução para os movimentos e improviso são aspectos que caracterizam uma dança como de salão, o samba também tem sua versão para esta modalidade, sendo denominada como samba de gafieira.

omar-forte-site

Omar Forte
Professor de Educação Física
Especialista em Gerontologia/Mestrando Ciência do Movimento Humano, Professor de Dança e
Dançarino da Escola Dançar A2, Personal Trainer Grupos Especiais

Publicidade

san-sushi-site