Quebrando tabus

Construção sustentável é simples e está ao alcance de todos.

1 min para ler 24 abr, 17

Quando se fala de construção sustentável logo vem à cabeça do cliente: “vai custar mais caro”. Mas não é verdade. Temos hoje produtos com tecnologias que utilizam materiais reciclados e se preocupam com a redução dos impactos ambientais, além de práticas de construção que têm o objetivo de obter uma edificação que não agrida o meio ambiente, com conforto térmico e consumo de energia racional, além de melhorar a qualidade de vida dos usuários. A nova arquitetura deve estar em harmonia com as ferramentas mais modernas e da forma correta sob os pontos de vista estético, conceitual e cultural, e é uma obrigação de todos a preocupação com o meio ambiente.

Em uma construção sustentável têm-se a preocupação com o destino dos resíduos gerados na obra, onde um destino alternativo seriam a utilização desses entulhos em aterros ou na fabricação de tijolos, por exemplo. Tudo isso em conjunto com o uso de materiais certificados que reduzem os impactos ambientais e a emissão de gases poluentes. Um material com certificado de sustentabilidade de uma forma simplificada utiliza boas práticas no processo produtivo, sem uso desnecessário de matérias-primas, água, energia e outros elementos que afetam a vida de toda a população. Além de que essas empresas recebem auditorias periódicas, o que traz mais qualidade para os produtos finais.

Uma arquitetura sustentável se preocupa com a iluminação e ventilação das edificações. O posicionamento de uma edificação e sua disposição de janelas de acordo com o deslocamento do sol no horizonte e a direção do vento garante uma edificação bem iluminada ao longo do dia pela luz do sol. Simples detalhe que resulta em mais conforto térmico e reduz o uso de condicionadores de ar, que são altamente poluentes à natureza, e de iluminação artificial, assim como a escolha de lâmpadas mais econômicas no lugar das lâmpadas comuns.

Outro item importante para a arquitetura sustentável é a utilização racional da água nos empreendimentos. O aproveitamento da água da chuva para regar plantas e jardim, lavar áreas externas e a utilização dessa água nas descargas sanitárias. Pode resultar em até 30% de economia na fatura de água.

De uma forma geral, os parâmetros de sustentabilidade valorizam um imóvel e trazem a satisfação de criar algo em harmonia com o meio ambiente e a sociedade

jeanita-bonato-grid-site-1

Jeanita Bonato
Arquiteta e Urbanista

Publicidade

jeanita-site-750-x-180-1