Prótese de mama em “Dual Plane”

Evite os problemas de extravasamento

1 min para ler 21 set, 17

O Brasil é um dos países que mais realiza cirurgias plásticas no mundo e o implante de próteses de silicone nas mamas é a cirurgia mais realizada atualmente, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. A partir de 1963 essa cirurgia foi ganhando espaço à medida que as próteses foram melhorando sua qualidade. Atualmente utilizamos próteses com superfície texturizada com cinco a seis camadas de revestimento e gel de silicone coesivo, evitando os problemas de extravasamento.

shutterstock-77269915

Os implantes de silicone utilizados para o aumento das mamas são sempre colocados em posição abaixo da glândula mamária, não prejudicando em nada a amamentação por não interferir no tecido mamário que produz o leite nem nos ductos mamários. Todas as vias de acesso para a colocação dos implantes (periareolar, submamária, axilar e abdominal), bem como os planos de escolha para o seu posicionamento definitivo (retromuscular, subfascial e retroglandular) evitam qualquer agressão cirúrgica à glândula mamária.

Publicidade

paraiso-da-beleza-clinica

Atualmente contamos com uma nova técnica de colocação de prótese chamada Dual Plane. Com essa técnica a parte superior da prótese fica colocada abaixo do músculo peitoral maior e a parte inferior fica abaixo da glândula mamária. Ela se aplica para pacientes que perderam muito volume da mama após amamentação ou após perda de peso. Essas mulheres ficam com a pele fina na parte superior da mama e necessitam de uma cobertura melhor para que a prótese não fique aparente dando o aspecto de “bexiga”, por isso a musculatura é importante e, ao mesmo tempo, elas precisam de naturalidade na forma da mama, o que é conseguido com a prótese abaixo da glândula.
Com essa técnica, que foi desenvolvida pelo cirurgião plástico americano John B. Tebbetts, a mama adquire um aspecto tão natural que fica difícil de notar que a paciente está com próteses.Para a escolha da melhor técnica a ser utilizada, o cirurgião plástico fará uma análise da mama e decidirá em conjunto com a paciente.

rodrigo-agacy-foto

Dr. Rodrigo Agacy
Cirurgião Plástico
CRM-SC 15.458