Por onde anda Dieter Janssen?

Do gabinete para os bastidores

2 min para ler 22 out, 17

Quando Dieter Janssen deixou a administração municipal, no fim do ano passado, os planos eram levar uma vida mais tranquila. Assumir novamente os negócios no ramo imobiliário e reservar um bom tempo para curtir a família e cuidar da saúde. Hoje, passados mais de dez meses, não é bem essa a realidade que ele vive, mas de qualquer forma afirma que lidar com a agenda se tornou mais fácil. “Eu tentei uma rotina mais calma, mas descobri que não consigo”, diverte-se.

Publicidade

selo-pizzaria

Com um pouco de disciplina e organização, ele se divide entre as demandas da imobiliária e da loteadora que toca ao lado de outros dois sócios, e ainda encontra tempo para se dedicar ao voluntariado e à política. “Assim que saí da prefeitura busquei uma maneira de continuar ajudando a comunidade e hoje faço parte do conselho do Hospital e Maternidade Jaraguá”, conta. Lá é sua responsabilidade fazer a ponte com lideranças do governo do Estado e federal para trazer recursos, além de ajudar no equilíbrio da questão financeira da unidade.

interna-12

Se ficar longe da comunidade não foi possível, o mesmo pode ser dito da política. Dieter permanece no Partido Progressista (PP), onde ocupa o cargo de presidente regional, cumprindo agenda repleta de compromissos e articulações, sem descartar uma nova candidatura no ano que vem, dessa vez para deputado estadual. “O que me dá energia e me motiva a continuar nessa caminhada política é o fato de ter saído da prefeitura sem nenhum processo ou suspeita de corrupção. Nesses quatro anos consegui comprovar minha ética e retidão de caráter em um momento crítico para a política, onde notícias de descaso com o dinheiro público surgem diariamente na mídia”, relata.

Publicidade

duque-55

E tudo isso, cabe destacar, administrando o município durante a pior crise da história brasileira e sendo fiel à plataforma de campanha, trabalhando com os recursos possíveis naquele momento. Satisfeito, ele não perde a oportunidade de pontuar alguns feitos, como o enxugamento da máquina pública com o corte de 27% dos comissionados,quitação de dividas junto ao Issem e Badesc – repaginação da Schützenfest, cinco novos postos de saúde, duas novas creches, estruturas importantes para o esporte e mobilidade urbana como a reforma do ginásio Arthur Mueler e conclusão da pista de atletismo, bem como da entrega da maior ponte de Jaraguá do Sul e de projetos como a ciclovia do trabalhador e a entrega da primeira etapa da Via Verde.

Atento ao cenário atual, Dieter comentou o novo governo e lembrou das dificuldades que todo político encontra no primeiro ano de mandato, assim como a forma como é cobrado pelo povo. “Sei exatamente o que o atual prefeito está passando. Muitas vezes, para equilibrar as contas, precisamos tomar medidas impopulares”, avalia e lembra que no seu mandato as dificuldades eram um pouco maiores, já que tinha minoria na Câmara de Vereadores.

Publicidade

abf-interna

O fato é que ele tenta não se envolver e observa tudo de longe, como munícipe. Salienta que a correria hoje está na medida certa, o que tem agradado a esposa e as duas filhas, hoje com seis e sete anos de idade. Quem também agradece é a saúde de Dieter. Aos 50 anos de idade ele retomou as caminhadas com mais frequência, está frequentando a academia, além de conseguir ter uma alimentação mais equilibrada. “Nessa fase tais cuidados merecem atenção especial. Preciso garantir energia e disposição para trabalhar e acompanhar a minha família”, justifica.

Publicidade

jaragua-redes-2

Solidariedade que salva vidas
Você também pode participar de um dos projetos encabeçados por Dieter Janssen frente ao conselho do Hospital e Maternidade Jaraguá. Teve início recentemente uma campanha para arrecadar doações através da fatura do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). Pessoas físicas e jurídicas podem contribuir com valores que se encaixam nos mais diversos orçamentos, bastando preencher um pequeno formulário que já vem sendo distribuído para a comunidade. “Estamos programando um grande ‘arrastão’ abordando pessoas, casas e lojas para explicar a campanha. Confio no sucesso do projeto graças à solidariedade dos jaraguaenses”, declara.