Osmar Vailatti inova nas areias de Penha e lança o Solar Pedra da Ilha

Empresário é o primeiro no Norte do Estado a trazer o conceito de multipropriedade em uma hospedagem

5 min para ler 14 fev, 18
Publicidade

mariamarta-mobile

Empresário do ramo hoteleiro há quase duas décadas, quando lançou na Praia Alegre, em Penha, a Pousada Pedra da Ilha, Osmar José Vailatti inova mais uma vez e traz com exclusividade para o litoral Norte de Santa Catarina o conceito de multipropriedade. Lançado em novembro passado, o Solar Pedra da Ilha se diferencia da pousada no estilo, mas especialmente na forma de utilização. O modelo já é bastante comum na Europa e nos Estados Unidos, onde existe há cerca de 50 anos, mas no país ainda é novidade e ele conta com a chancela da WAM Brasil, a primeira e a maior comercializadora de cotas imobiliárias do Brasil, com mais de 100 mil cotas vendidas, responsável por trazer a novidade no ramo imobiliário e já com empreendimentos lançados em diferentes Estados, nesta nova empreitada.

osmar1

“Cada interessado compra uma cota do apartamento e se torna proprietário, sendo que tem direito de utilizar a propriedade por períodos pré-determinados do ano”, explica Osmar. O negócio é totalmente seguro é feito através de escritura pública e posterior registro no oficio de Registro de Imóveis, dividido com as demais pessoas que, assim como ele, também garantiram suas cotas. Ideal para quem sonha com a “casa de praia”, mas não dispõe de recursos para comprar e manter um imóvel. “Além do alto valor, há os gastos fixos com impostos, água, luz, energia, segurança e manutenção do imóvel sem que você esteja necessariamente dentro dele. Com a multipropriedade você paga somente pelo que utiliza, fazendo deste um modelo de negócio muito mais inteligente”, explica Osmar, destacando algumas das vantagens. Ao adquirir uma cota no Solar Pedra da Ilha o adquirente garante duas semanas de uso em datas festivas, alta e baixa temporada. Ao todo estão previstas três torres e 420 apartamentos, com entrega da primeira torre prevista para o final de 2019. Osmar confia no sucesso do negócio e adianta que o mercado tem respondido positivamente, o que o faz acreditar que todas as cotas desta primeira torre estarão comercializadas até o final deste ano. Segundo ele, multipropriedade ou compartilhamento é um moderno conceito de negócios, um caminho sem volta. Hoje se compra tudo neste conceito: casas, apartamentos, lanchas, carros, helicópteros, entre outros.

osmar4

Publicidade

mobile_10afestadochampagne_490x190px

Mas há muito mais vantagens em optar pelo empreendimento. O Solar Pedra da Ilha terá a estrutura dos melhores resorts, com elevadores panorâmicos, piscinas, playground, bar e restaurante, academia, espaço kids, spa, sauna e salão de jogos, assim como estacionamento, amplo hall de entrada e liberdade total para utilizar sua cota como quiser, seja alugando, emprestando para amigos ou trazendo convidados para curtir com você. Os interessados podem optar ainda por três tipos de quartos. A grande maioria possui 25 metros quadrados e capacidade para até quatro pessoas, com uma cama de casal e duas de solteiro. Ambiente ideal para aproveitar com a família. Quem preferir pode correr e garantir os apartamentos duplos, na cobertura, ou aqueles que possuem banheira de hidromassagem no quarto.

Osmar salienta ainda outras vantagens referentes à localização do empreendimento, situado em frente ao parque multitemático Beto Carrero World e a 500 metros da praia de Armação, uma das mais belas da orla do município de Penha. “Sem sombra de dúvidas o parque funciona como uma âncora para o empreendimento, pois recebe mais de dois milhões de visitantes anualmente e iremos aproveitar mais esse potencial da cidade”, reforça. Isso sem contar que Penha está num raio de 100 quilômetros de várias grandes cidades do Estado, como Itajaí, Balneário Camboriú, Joinville, Blumenau, Jaraguá do Sul, entre outras. “Nossa boa malha viária, que facilita a entrada e saída dos turistas, e o fato de termos diversos aeroportos nas proximidades também é um grande catalizador de compradores”, frisa.

osmar2

Graças à parceria com a WAM Brasil, através do Clube Cia, será possível ainda trocar o período a que se tem direito no Solar Pedra da Ilha por dias de descanso nos demais empreendimentos do grupo, localizados no Rio Grande de Sul, São Paulo, Espírito Santo, Goiás e Bahia. “Hoje as pessoas gostam de conhecer lugares e viver novas experiências, então o modelo é perfeito. Sem contar que adquirindo uma cota você já participa automaticamente de um clube de vantagens que inclui tarifas reduzidas em hotéis de todo o mundo”, frisa.

Publicidade

gif-bread-burguer

Gestão familiar é destaque
Cabe destacar ainda que toda a administração do empreendimento vem sendo feita por Osmar e seus filhos, seguindo os moldes de excelência já reconhecidos na Pousada Pedra da Ilha. Inaugurada no ano 2000 com apenas 19 apartamentos, hoje conta com 77 e o crescimento surpreendeu até mesmo o incansável Osmar. “Antigamente esse era o terreno onde tínhamos a casa de praia da família, mas eu conhecia bem o litoral e a carência de bons hotéis na região e apostei no setor. Sem imaginar, é claro, que chegaríamos tão longe”, diz.
Osmar Vailatti até então era empreendedor na área imobiliária, onde por muitos anos teve êxito com o Portal de Jaraguá, e aproveitou referências de suas viagens pelo país e exterior para criar uma pousada de alto nível com quartos temáticos, estilo rústico e diversas opções de lazer com a vantagem de ser “pé na areia” e contar com as águas calmas da Praia Alegre como um atrativo a mais.

osmar3

A administração sempre foi familiar e ele não hesita em creditar a isso o sucesso do espaço. Durante dez anos os Vailatti permaneceram apenas veraneando lá, mas quando a Pedra da Ilha surgiu não demorou para que todos abraçassem o local e se empenhassem na ideia do pai. Pablo, o primogênito, é arquiteto e assina também o projeto do Solar Pedra da Ilha. Ramon é o caçula e, na época cursando marketing, ajudou a divulgar a pousada na Internet e foi um dos responsáveis pelo grande número de hóspedes vindos de regiões distantes de Santa Catarina. Hoje ambos tocam seus negócios e trabalham esporadicamente com o pai, mas Diego, o filho do meio é o diretor executivo, está diariamente atento às necessidades do espaço e lidera a equipe de 60 colaboradores.
“Hoje nosso foco é o Solar Pedra da Ilha, mas não descuidamos da pousada em nenhum momento. A última ampliação foi há seis anos, mas temos uma equipe dedicada exclusivamente à manutenção, responsável por renovar constantemente equipamentos e utensílios de uso pessoal”, garante, reforçando a necessidade de se manter em constante evolução no mercado e frisando a importância de investir na equipe que lhe dá suporte para que o nível do atendimento se mantenha. “As pessoas fazem a diferença”, afirma Osmar.

Publicidade

dr-eduardo-site

Reconhecimento da comunidade
“Sempre digo aos meus colaboradores que o aprendizado e o conhecimento eles levam para a vida e sempre incentivamos eles a se manterem atualizados. Inclusive todos os meses uma verba do faturamento vai para cursos e capacitações”, afirma. O reconhecimento vem em forma de agradecimentos e gestos simples no dia a dia, quando um funcionário vem agradecer, por exemplo, a oportunidade de ter realizado uma conquista.  Atualmente 60 famílias são transformadas graças ao trabalho na pousada e também o turismo de Penha ganhou um substancial incremento graças a visão empreendedora de Osmar. É tão verdade essa informação que em novembro do ano passado ele recebeu o título de Cidadão Honorário do Município de Penha, outorgado pela Câmara de Vereadores. Ele conta que não esperava tal honraria, mas se sente privilegiado pela decisão. Natural de Guaramirim e crescido em Jaraguá do Sul, hoje Osmar se enche de orgulho ao afirmar que o coração também é Penhense.  Osmar ainda se dedica à Associação de Hotéis e Restaurantes de Penha (Ahorepe) e ano passado foi eleito presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) de Santa Catarina, com mandato até o final do ano. “O associativismo foi fundamental para entender melhor o setor e trocar experiências. Pretendo continuar me dedicando com afinco”, adianta ele, que também tem participação