O grande Mestre do Tango

A música é a arte mais direta, entra pelo ouvido e vai para o coração

1 min para ler 4 jun, 18
Publicidade

divino-grill

Um dos grandes visionários de sua época, muito criticado pela criatividade e ousadia e até hoje é considerado um dos maiores compositores de todos os tempos… Piazzola foi e sempre será Piazzola. Filho dos italianos Vicente Piazzolla e Asunta Manetti, Astor Piazzolla nasceu em Mar del Plata, Argentina e aos quatro anos foi com a sua família viver em Nova York em busca de melhores condições de vida. Em seu período estadunidense, além do espanhol, tornou-se fluente em inglês, italiano, francês e iniciou seu interesse pela música. Em 1929 ganhou seu primeiro bandoneón de seu pai, e em 1933 começou a tomar aulas de piano com Bela Wilde, um pianista húngaro discípulo de Sergei Rachmaninoff. Foi em Nova York que o jovem Astor conheceu o cantor argentino de tango Carlos Gardel, enquanto este estava na cidade para rodar o filme El Día Que Me Quieras, onde atuou como um garoto entregador de jornais.

piazzolla-foto-do-site-do-festival-edit

Em sua juventude, tocou e realizou arranjos orquestrais para o bandoneonista, compositor e diretor como Aníbal Troilo. Estudou teoria harmônica e contraponto tradicional com a educadora, compositora e diretora de orquestra francesa Nadia Boulanger. Hoje normalmente considerado o compositor de tango mais importante da segunda metade do século XX, ironicamente, quando começou a fazer inovações no tango, no ritmo, no timbre e na harmonia, foi muito criticado pelos tocadores de tango mais antigos. Ao voltar de Nova Iorque, Piazzolla já mostrava a forte influência do jazz em sua música, estabelecendo então uma nova linguagem, seguida até hoje. Quando os mais ortodoxos, durante a década de 60, bradaram que a música dele não era de fato tango, Piazzolla respondia-lhes que era música contemporânea de Buenos Aires. Para seus seguidores e apreciadores, essa música certamente representava melhor a imagem da metrópole argentina. Algumas de suas composições mais famosas são “Libertango” e “Adiós Nonino”. “Libertango” é uma das mais conhecidas, sendo que esta é constantemente tocada por diversas orquestras de todo o mundo.

Publicidade

premian-380x360-com-telefone

CURIOSIDADE
A canção “Adiós Nonino”, outra das mais conhecidas composições, foi feita em homenagem ao seu pai, quando este estava no leito de morte, Vicente “Nonino” Piazzolla em 1959.

Indicações de pesquisa: Astor Piazzolla – Wikipédia, a enciclopédia livre

Você gostou da matéria e ficou com vontade de aprender mais sobre o TANGO? Entre em contato pelo site: www.dancajaraguadosul.com.br