Produtor jaraguaense colhe pé de aipim gigante

A colheita do produtor com residência no bairro Garibaldi, está farta

1 min para ler 17 maio, 18
Publicidade

mariamarta-mobile

A colheita do produtor Jair Vicente, de Jaraguá do Sul, com residência no bairro Garibaldi, está farta. Ele enviou fotos para a Revista Nossa do seu pé de aipim, cujo peso foi conferido e chegou a 24  quilos! Jair comenta que ao colher um aipim no terreno onde mora se mostrou surpreso em descobrir a raiz de mais de 2 metros de altura. Em lavouras comerciais, um aipim de 5 a 6 kg já é considerado grande. O normal é que cheguem a 2,5 kg em roças que tenham espaçamento de 90 por 50 cm.

whatsapp-image-2018-05-17-at-15-11-14-1

O peso foi conferido e chegou a 24  quilos.
Publicidade

abf-interna

Fonte de carboidratos e rica em licopeno

O aipim (ou mandioca ou macaxeira) é uma raiz fonte de carboidratos, e que, apesar de conter diversas calorias, é boa aposta para quem luta contra a balança e quer perder peso. A raiz também é rica em licopeno e betacaroteno, componentes que combatem o envelhecimento da pele. De acordo com pesquisas da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) o tempo de cozimento das raízes varia de acordo com a espécie cultivada e com a idade de colheita. É comum variedades de aipim passarem um determinado tempo de seu ciclo “sem cozinhar”, o que é um fator crítico para o mercado in natura. Outras características referentes à qualidade, tais como, ausência de fibras na massa cozida, resistência à deterioração pós-colheita, facilidade de descascamento das raízes, raízes curtas e bem conformadas são também importantes para o mercado consumidor.