Diálogo urgente nas danças a dois

Trabalhar em conjunto é a melhor resposta

1 min para ler 16 ago, 17

Ainda nos dias de hoje é muito forte a ideia nas danças de salão de que o homem conduz e a mulher executa o que lhe foi pedido. Isso precisa mudar, pois vivemos em uma sociedade onde a cada dia as mulheres vem ganhando espaço, quer seja em cargos políticos, posições de chefia ou empresárias de vários setores assumindo sua independência financeira e hoje também donas de escolas de dança.

Publicidade

mariamarta-mobile

Não estou aqui propondo que a mulher assuma toda a responsabilidade da condução ou o papel do homem, mais sim que se tenha um diálogo aberto com muito mais liberdade e respeito a quem se propõem dançar a dois.Há muitas damas profissionais de dança de salão que vem desenvolvendo este maravilhoso trabalho com as mulheres e seus respectivos parceiros. Nossa dança ficará cada vez mais interessante quando tivermos parceiras que tenham a liberdade de propor caminhos e dinâmicas que estimulem a trocar informações, sensações, ideias e sentimentos.

jjj

Maria Antonietta Guaycurus sem dúvida foi uma das maiores referências de todos os tempos tanto para os homens quanto para as mulheres. No Rio de Janeiro, certa vez em entrevista a uma TV, mencionava sobre o machismo na dança, mas que ela muitas vezes assumia sua “independência, pois realizava movimentos por sua vontade, fora da condução de seus parceiros, mas somente com profissionais.

Publicidade

mabelle_nossa_3

Acredito que este processo é muito novo para todos, para quem conduz ou para quem é conduzido. Penso que os homens podem e devem criar mais espaço para a criatividade da sua parceira, assim estimulando cada vez mais a liberdade na vida e nas danças a dois. Do autor: esse é um assunto muito amplo e complexo que requer muita pesquisa, leitura e reflexão. Deixo aqui alguns dos maiores nomes das danças de salão para futuras pesquisas: Sheila Santos, Katiusca Marusa Cunha Dickow, Sheila Aquino, Erica Ikuno, Rachel Mesquita, entre outras.

omar-forte-site

Omar Forte
Professor de Educação Física
Especialista em Gerontologia /Mestrando Ciência do Movimento Humano, Professor de Dança e
Dançarino da Escola Dançar A2, Personal Trainer Grupos Especiais