Contas em dia e foco no amanhã

Único prefeito reeleito na região, Osvaldo Jurck administra Schroeder com cuidado e de olho no orçamento.

2 min para ler 15 maio, 17

Experiência é o que não falta para Osvaldo Jurck. Administrando Schroeder pela terceira vez, ele foi o único na região a se manter no poder nas eleições passadas e comemora o feito. “Fizemos um bom trabalho no período que compreende os anos de 2013 a 2016, mas acredito que seja mais fácil nos próximos quatro anos, já que agora alcançamos o equilíbrio financeiro”, conta ele, que compara a administração pública aos gastos que cada um tem em sua casa. Com um orçamento estimado em R$ 43 milhões anuais, o grande desafio é lidar com a característica do município: apesar de ser o menor da região, é o que mais cresce em população.

010-1

“As demandas se tornam cada vez maiores e estamos lutando para acompanhá-las”, afirma, destacando os projetos de descentralização das estruturas de saúde e educação postos em marcha ainda no mandato anterior. Hoje está em construção uma escola de ensino fundamental para 800 alunos em parceria com o Governo Federal (através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE), com previsão de entrega para o final de 2017, e uma creche no bairro Itoupava Sul, ainda em fase de licitação.

Da mesma maneira ocorre com os postos de saúde. Ano retrasado foram os moradores do bairro Rio Hern que passaram a contar com a comodidade do atendimento mais perto de casa e o próximo a ganhar uma unidade será o Bracinho. Osvaldo Jurck destaca ainda uma parceria com o Instituto Vida, de Blumenau, que presta serviços de média complexidade e tem dado andamento nas filas de espera para a realização de consultas e exames.

Com a casa em ordem e ciente da capacidade de investimentos da prefeitura, ele batalha em prol da pavimentação, fazendo a ligação entre bairros e criando corredores alternativos de mobilidade urbana. “Em parceria com o BRDE estamos pavimentando a rua Rio de Janeiro. Com previsão de entrega para outubro, a via será alternativa para entrar na cidade, além de ser um importante eixo para o escoamento da nossa indústria”, salienta.

O turismo também sai fortalecido com isso e Osvaldo revela planos de usar as belezas naturais do município para aumentar a arrecadação. Tudo com muito planejamento, é claro, já que 65% das encostas são cobertas por mata atlântica e é iminente a necessidade de preservar as nascentes, já que é de onde Schroeder tira todo o abastecimento de água e isso representa economia considerável nas contas públicas. “Estamos mapeando nossas potencialidades e planejando o desenvolvimento econômico sustentável no município através do programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) que é uma parceria entre prefeitura, Acias e Facisc no intuito de visualizar uma Schroeder daqui 10, 20 anos”, argumenta. Osvaldo também pensa em criar trilhas ecológicas e aproveitar os espaços para a educação ambiental sem descuidar da preservação.

Hoje um trabalho nesse sentido já vem sendo realizado quando o assunto é a abertura de novos loteamentos. O prefeito monitora de perto as obras e só libera os terrenos para construção quando toda a estrutura está pronta, garantindo o crescimento de forma organizada. Aqui a descentralização também se fez presente e as moradias populares vão sendo erguidas à medida que a necessidade de cada local aparece. Osvaldo complementa dizendo que obras são importantes, mas pensar no lazer e bem estar da população deve estar lado a lado entre as prioridades.

Nesse sentido entra a preocupação com o esporte. Segundo o prefeito, colocar dinheiro público nessa área não é despesa, mas investimento e ele se orgulha de promover campeonatos nas mais diversas modalidades. “Pouca gente sabe, mas o campeão mundial de mountain bike, Markolf Berchtold é daqui e nosso espaço físico para realizar competições está pequeno”, ressalta, garantindo que existe plano de fazer um novo ginásio com capacidade para 2.500 pessoas.