Catarinense de 27 anos fatura milhões por ano com café gourmet

Serviço arranca suspiros dos clientes e ganha destaques nas redes sociais

2 min para ler 7 nov, 17

Coragem e determinação são os principais ingredientes do sucesso para a catarinense Bárbara Pavesi Alvaides, de 27 anos. Buscando um diferencial no mercado, a jovem empresária apostou na tendência gourmet para criar a marca Petite Amie, em agosto de 2015. Logo, a rede de franquias de café gourmet se tornou referência no Sul do país e hoje atrai a atenção de empreendedores de todo o Brasil. O segredo? Padronização, qualidade e exclusividade.

20023736_837296366426371_3669167060700244757_o

Para ganhar a preferência do público, as cafeterias Petite Amie foram além dos brigadeiros, que são uma paixão nacional. A empresária criou um cardápio onde até o café é gourmet. As tortas e doces são servidos em mono porções e as taças sujas saem do convencional, capazes de garantir o “pé na jaca” de qualquer TPM. “Elas chegam a tirar suspiros dos clientes e são as causadoras de muitas fotos na internet. Quando desenvolvi a marca, pensei em uma rede que não fosse apenas um estabelecimento, mas um evento, um entretenimento, digno de muitos compartilhamentos nas redes sociais. Tudo foi idealizado para agradar no paladar e também no visual”, se orgulha Bárbara.

Publicidade

banner_natalmais_360x344px

Sem sócios e com apenas R$ 80 mil de investimento: foi assim a empresária começou na cidade de Brusque, em Santa Catarina. A resposta por parte do público local e das cidades vizinhas foi imediata, o que fez com que a rede ampliasse a oferta de produtos e serviços. Hoje, a marca possui um faturamento mensal de aproximadamente a R$ 400 mil. Até maio de 2018, a rede prevê novas unidades no Distrito Federal, Londrina e Joinville.

 21762745_889291574560183_3012105650297389280_o

Mais segredos…

Como parte do seu plano de expansão do negócio, para continuar garantindo qualidade e bons preços aos franqueados, Bárbara também investiu na fabricação própria. “Hoje temos uma fábrica que produz mais de 160 produtos oferecidos na rede, pois há vasto público que se importa com a qualidade. Assim, conseguimos padronizar o sabor, o cardápio e ainda ajudar o franqueado a lucrar mais”. A empresária explica ainda que na alimentação o lucro líquido tende a ser maior. Ele gira entre 20% e 30%. Se uma loja fatura R$ 70 mil, com todas as despesas fixas bem alinhadas, é possível conquistar um lucro de até R$ 20 mil por mês”, completa.

Publicidade

whatsapp-image-2017-11-08-at-11-22-19

Mas, de acordo com Bárbara, o recorde da rede de franquias não está atrelado apenas a alta do setor de alimentação, mas principalmente ao próprio sucesso da marca, que se diferencia por oferecer produtos sofisticados e com fabricação própria.

Em 2018, a empresária promete ampliar a oferta de novos produtos e serviços. Para isso, a catarinense pretende buscar em Paris novas inspirações para compor o menu da rede. Além disso, Bárbara planeja investir 60% de todo o lucro em marketing.

Publicidade

dam

Informações Franquia Petite Amie

Taxa de Franquia: R$ 30 mil para cidades abaixo de 100 mil habitantes

R$ 50 mil para cidades acima de 100 mil habitantes

Custo de Implantação: Entre R$ 90 mil a R$ 200 mil (dependendo da área do local e necessidade de reforma). Valor estimado, sujeito a variações.

Taxa de royalties: 5% fixo do faturamento bruto

Fundo de promoção: 1% fixo do faturamento bruto

Retorno em torno de 18 a 26 meses, dependendo de cada região.

Faturamento médio anual de R$ 900 mil (R$ 75 mil por mês).