Diretoria da AMA busca recursos para nova sede

Associação de Amigos do Autista contribui para o desenvolvimento adequado de pessoas acometidas pelo transtorno

2 min para ler 21 mar, 18
Publicidade

gif-bread-burguer

Embora inúmeras pesquisas ainda venham sendo desenvolvidas para definir o que é o autismo, desde a primeira descrição feita por pesquisadores em décadas passadas existe um consenso em torno do entendimento de que o que caracteriza o autismo são aspectos observáveis que indicam déficits na comunicação e na interação social, além de comportamentos repetitivos e áreas restritas de interesse. As características estão presentes desde o nascimento e devem ser observadas no desenvolvimento das crianças. Atualmente são identificadas a partir dos dois anos. Não há pesquisa no Brasil quanto à população atingida, mas observa-se um grande crescimento, se tornando mais comum em meninos do que em meninas.

ama2

A vice-presidente Leila Modro, a diretora de eventos Leticia Almada Daprá e a diretora da AMA Tania Krause.

“O início das atividades para as crianças com Transtorno do Espectro Autista em Jaraguá do Sul, foi um movimento de três famílias que tinham filhos com autismo, que possuíam muitas dificuldades de inserção tanto nas escolas como no convívio social. Foi então que iniciaram um movimento no qual se tornaram os Sócios Fundadores da AMA em 1991. Muitas foram as dificuldades encontradas, mas a causa era nobre e necessária, muitas portas se abriram, quando então, a sociedade assumiu a entidade, formando uma diretoria voluntária, que até a atualidade procede a administração tendo na mesma a representatividade de pais”, relata a diretora Tania Krause.

Publicidade

mariamarta-mobile

Com sede na Rua Gustavo Friedemann, 134 , no Bairro Vila Lalau, a AMA (Associação de Amigos do Autista), atende atualmente 106 pessoas com autismo e suas famílias através de seus programas, num ambiente estruturado, voltado ao uso de metodologias adequadas ao desenvolvimento das pessoas acometidas pelo transtorno. Os grupos nos atendimentos são de pequeno número e existe casos em que é individual. “A busca por atendimentos tem crescido intensamente, sendo que nos últimos 5 anos tivemos um aumento de 60%. Motivo este, que o espaço físico da entidade tornou-se pequeno e a Diretoria desde então vem buscando alternativas na busca da construção de uma nova sede. Atualmente são doze salas para o atendimento, inviabilizando agregar novos projetos e acompanhar a demanda do crescimento aos atendimentos”, revela a vice-presidente Leila Modro.

Sobre o Abril Azul
Em busca de recursos e de uma nova sede ampliada para o atendimento para a demanda que vem se apresentando, a programação do Abril Azul, tem a finalidade de ao mesmo tempo alertar para o transtorno e motivar as pessoas a colaborarem com a manutenção dos serviços prestados na área da saúde, educação e assistência social. Atualmente a entidade possui uma equipe multidisciplinar e pedagogos voltados ao atendimento aos autistas e possui um grupo de voluntários que se dedicam através da reciclagem de papel e elaboração de cartões, contribuindo assim para a renda complementar dos custos da entidade. O Abril Azul é uma iniciativa criada pela ONU em 2007 com o intuito de alertar as sociedades e governantes sobre o transtorno, ajudando a derrubar preconceitos e esclarecer a todos sobre o comportamento de um autista.

Publicidade

mobile_corpoativo_290x190px

As atividades para o próximo mês já estão programadas. No dia 7 de abril, o Pedágio Azul, das 8h30min às 12h, em diversos pontos da cidade; No dia 8 de abril, o Treinão Solidário com saída às 8h30min na Praça Ângelo Piazera; e no dia 18 de abril, happy hour com desfile de moda, música, gastronomia e diversas atrações, das 17h às 22h, no Clube Atlético Baependi. Todas as atividades são abertas à comunidade em geral.

Serviço
O quê: AMA – Associação de Amigos do Autista de Jaraguá do Sul.
Onde: Rua Gustavo Friedmann, 134 – Vila Lalau.
Telefone: (47) 3370-1555.
E-mail: ama.autista@uol.com.br.