A mulher por trás da voz: conhecendo a locutora Suzana de Andrade

Radialista da Studio FM atrai o público feminino da região para o rádio

3 min para ler 19 abr, 18

Ela é uma das radialistas mais respeitadas e prestigiadas de sua geração. Conhecida por emitir sua opinião sem medo do que os outros pensam, a bela possui um histórico profissional tão grande quanto sua competência. Suzana Patricia de Andrade, catarinense nascida em Porto União, de 34 anos, formada em letras, vive em Jaraguá do Sul desde 2008 e sempre foi apaixonada por meios de comunicação, considerando a tecnologia um dos principais aliados na sua carreira. “O começo de tudo é sempre especial, é o marco, é onde damos início à realização de um sonho. Eu diria que o rádio é a profissão que meu o coração escolheu para seguir. Quando eu estava cursando o ensino médio na Escola Balduíno Cardoso, ao lado havia uma escola técnica e nela um locutor chamado Daniel Soares, que estudava lá. Sabendo disso, eu o procurei e pedi se poderia conhecer a rádio em que ele trabalhava, pois tinha essa curiosidade. Ele aceitou e no dia seguinte lá estava eu, conhecendo a Rádio Educadora – a emissora em que ele trabalhava. Nesta visita foi onde tudo começou. Falei aos diretores daquela rádio sobre meu interesse e eles resolveram abrir as portas para uma menina de 15 anos, sonhadora e apaixonada pelo meio de comunicação. Auxiliada por outros locutores, eu engatinhava no rádio. Programas como “A Voz da Esperança”, “ Show de Variedades” e participação na apresentação de jornais foram o marco de minha trajetória no rádio. Um ano depois eu fui convidada para trabalhar para a emissora Rádio Verde Vale apresentando o “Parada Sertaneja” nos finais de tarde. Foram oito anos de muito aprendizado e muito amor envolvido”, revela Suzana.

suzana

Questionada sobre os motivos que a levaram para uma profissão tão comunicativa, Suzana revela que desde nova se encantava pelo rádio. “Sempre fui apaixonada pela arte de se expressar, fui muito falante desde os tempos de escola. Tudo que havia de apresentações, lá estava eu, roubando o microfone e apresentando todo evento que tinha em minha volta. Em casa, uma apaixonada pelo rádio. Ouvia e gravava em fitas as programações que eu mais gostava. Na época, a Rádio 94 FM de União da Vitória foi a emissora que cativou meu coração. Brincava de ser locutora, era meu hobby na infância e se estendeu até a vida adulta, se transformando na minha profissão. Minha maior inspiração para transformar tudo isso em realidade foi sempre o meu sonho de estar no meio, acreditei na sua realização. Fui atrás e cá estou, vivendo o que eu imaginei para mim quando tinha apenas 16 anos. Hoje, com 17 anos de profissão, sinto que tenho sempre muito a aprender, nunca quero parar de adquirir mais conhecimentos, passando para a nova geração de profissionais toda a minha bagagem intelectual”, conta a locutora.

Publicidade

general

Atualmente, Suzana de Andrade conquistou o seu próprio espaço na rádio jaraguaense “Studio FM”, sendo uma das profissionais mais populares do elenco que integra a emissora. “Quando iniciei na Studio FM, foi bem coisa de Deus, mesmo. Eu dividia apartamento em Jaraguá com mais duas amigas e, após estar em Jaraguá por três anos, foi que surgiu a oportunidade de voltar a viver a magia do rádio. Meu amigo, Marcelo Luis,  fazia um personagem de muito sucesso na época, o “Vadinho” no programa “Donas da Casa”, junto com a eterna Fabiana Machado. Uma das meninas que morava comigo era amiga dele e comentaram que eu era locutora. Ele, curioso, me convidou para fazer uma visita à Studio FM. E foi aí que tudo recomeçou, dessa vez em Jaraguá do Sul. A jornada até aqui foi longa. Na época o coordenador era o Joe Junior e a rádio era mais conceitual, com pop/rock. Eu fazia reportagens externas para o jornalista Albino Flores e entrava ao vivo das 20h até 22h30min. Tudo muito novo para mim, parecia que nunca tinha feito rádio, me sentia “crua” no local. Após um ano neste horário, a programação foi modificada e quem assumiu a coordenação foi o respeitado e conhecido no meio da comunicação catarinense, Luciano Zerbinatti. Apostando em mim, o novo coordenador resolveu me oportunizar o horário da manhã no rádio, o que foi muito gratificante. Eu confesso que tremia muito no começo, mas após sete anos, me sinto um pouco mais solta no ar”, explana Suzana.

Publicidade

gif-bread-burguer

Com um futuro promissor pela frente, a locutora confessa que muitas barreiras foram superadas em sua caminhada e as conquistas fizeram tudo valer à pena. “No momento, meu maior projeto de vida se concretiza no dia a dia, que é a convivência com minha filha, que me faz ver a vida e as pessoas de uma forma que antes não via. Quando somos pessoas melhores, buscamos ser melhores em tudo e isso reflete na vida profissional. Cada dia me apaixono mais e mais por tudo que faço e vivo. Para mim, o rádio sempre será visto como a companhia de todas as horas, por que se a pessoa quer ouvir só música, ela tem sua própria seleção. As pessoas querem mais, querem um carinho. Mesmo que pelo rádio, elas querem ser ouvidas. É preciso falar de amor, com amor e de amor sempre. Eu amo os nossos ouvintes, me sinto parte mesmo que por algumas horas, da vida deles e eles da minha. Sou sou muito grata por isso”, encerra.