“A inovação é o presente e o futuro de Jaraguá do Sul”, comenta político jaraguaense

Um dos nomes mais influentes de Santa Catarina é destaque na Revista Nossa de dezembro

7 min para ler 13 dez, 17

Carlos Chiodini, 35 anos, é hoje Secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável no Governo do Estado, uma das pastas mais importantes na estrutura administrativa estadual. Iniciou sua carreira política ainda muito jovem, com apenas 24 anos quando candidatou-se a deputado estadual e obteve quase 25 mil votos, e desde aquela época destacou-se como uma promessa política no Estado. Sua votação expressiva precoce chamou atenção, então em 2007, assumiu o posto de diretor administrativo do Porto de São Francisco do Sul e, no ano seguinte, tomou posse como deputado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) pela primeira vez. Em 2010 foi eleito deputado estadual pelo PMDB, com 40.241 e reeleito em 2014, com praticamente 50 mil votos.

interna-1

Em 2015, aceitou o desafio de assumir a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina (SDS), função que abriu um amplo leque como representante político, com foco no setor produtivo, industrial, tecnológico, setor de investimentos, meio ambiente, representando o poder executivo em todo estado, e também nacionalmente. Como titular da SDS, assumiu diversas frentes como o Conselho Estadual de Meio Ambiente de Santa Catarina (Consema), presidente do Conselho Estadual de Saneamento de Santa Catarina (Conesan), membro do Conselho Superior do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC), Presidente do Conselho Administrativo do Sapiens Parque, membro do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), membro do Conselho de Administração da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc). Além disso, há um ano tornou-se presidente da Fundação Ulysses Guimarães (FUG/SC).

Publicidade

mobile_10afestadochampagne_490x190px

Entre tantas atribuições e uma agenda intensa, representando o governo em todo o Estado diariamente, Chiodini faz questão de manter compromissos pontuais em Jaraguá do Sul. “É a minha casa, é a cidade que nasci e cresci, Jaraguá do Sul sempre será prioridade em nossa agenda. É o que verdadeiramente nos motiva a continuar trabalhando, atender o nosso município, a nossa região, e melhorar a vida das pessoas através da política”, comenta o secretário.

A pasta estadual assumida por Chiodini possui três áreas de destaque: meio ambiente, desenvolvimento econômico e inovação. “São segmentos complementares. Não podemos fomentar o desenvolvimento sem que este seja sustentável, nem garantir a proteção do meio ambiente sem ações inovadoras. A equação que mantém este tríplice equilibrada não é fácil, mas em quase três anos de trabalho, mostramos que é possível avançar em políticas públicas para fomentar o empreendedorismo, gerar empregos em consonância com a preservação dos recursos naturais”, declara.

interna-2

Centro de Inovação recebeu recursos de R$ 7 milhões
Publicidade

abf-interna

Entre as principais bandeiras que defende, o secretário da SDS destaca a simplificação. “O excesso de burocracia é prejudicial à produtividade, dificulta a formalização, a expansão de empresas e, consequentemente, a geração de empregos. Uma pesquisa feita pelo Banco Mundial identificou que, em um ranking de 133 países, o Brasil aparece nas últimas colocações, como um dos mais burocráticos, uma posição indesejada e que prejudica nosso crescimento”, salienta. Para mudar esta realidade em Santa Catarina, Chiodini lançou o Bem Mais Simples. O programa foi instituído pela chamada “lei da simplificação”, de 2017, com objetivo de diminuir os entraves nas aberturas, licenciamentos, alvarás, fechamentos, entre outros processos para empresas de baixa complexidade, ou seja, com atividades que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e a prevenção contra incêndio. “Foram meses de trabalho, com estudos técnicos e audiências para chegar a uma lei que facilite a vida dos empreendedores catarinenses”, conta.

Jaraguá do Sul no caminho da inovação

Outro grande destaque em sua gestão como secretário estadual é a inovação, tema fundamental para que as empresas tenham mais competitividade: “Vamos inaugurar em Jaraguá do Sul logo no início de 2018, o nosso Centro de Inovação, que será porta de entrada dos jovens para os novos mercados de tecnologia, além de ser uma extensão para as instituições de ensino e empresas”, afirma. O Centro de Inovação será o carro-chefe do nosso “Distrito de Inovação” em Jaraguá do Sul que será composto ainda pelo Centro UP, unificado as demais instituições, Senai, Senac, universidades, o investimento aplicado é superior à R$ 7 milhões, mais a contrapartida de R$ 424,5 mil do município. Em outubro, o governador Raimundo Colombo liberou a última parcela, de R$ 983 mil para conclusão do projeto. “Jaraguá do Sul será a segunda
cidade a ter seu Centro de Inovação, ação que irá mudar a matriz econômica da região”, disse.

interna-3

Chiodini recebe título de Sócio Benemérito do Femusc, um dos maiores parceiros do evento

Também para fortalecer a inovação em Jaraguá do Sul, está sendo construído o Centro UP!, um espaço para incubar e acelerar empresas que queiram se instalar no município. O antigo prédio da prefeitura está sendo revitalizado para abrigar o projeto, que recebeu apoio do Governo do Estado, por meio da SDS, de R$ 1 milhão.

Publicidade

levie-quadrado

“O poder das startups é tanto que, hoje, multinacionais consolidadas em suas áreas de atuação se renderam e estão se reinventando e estamos saindo na frente ao incentivar a criação deste modelo de negócios”, sintetiza. Porém, ele esclarece que, no mercado competitivo, só investir em inovação não é suficiente. “É preciso ‘inovar a inovação’, buscando parcerias externas, muitas vezes com instituições de ensino ou aceleradoras, para dar suporte a novos projetos, além dos laboratórios de pesquisa. É isso que estamos fazendo”, assegura.

Chiodini fala ainda que tudo só é possível com investimentos na educação. Em 2017, Jaraguá do Sul ganhou uma unidade da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). “Uma luta que firmamos há quatro anos e, somente este ano, vencemos as etapas burocráticas. Tivemos um número expressivo de candidatos no primeiro vestibular e, agora, vamos batalhar para trazer mais cursos superiores gratuitos e de qualidade”, garante.

Publicidade

bannerduplo_paraisodabelezarendaextra_360x344px

Investimento para contenção de cheias

Uma das ações prioritárias para o deputado estadual licenciado como secretário de Estado é minimizar as enchentes que todos os anos preocupam os moradores do Vale do Itapocu. Para isso, foi assinado o tão esperado Plano de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Itapocu, com custo de R$ 1,7 milhão, que dará as diretrizes para evitar alagamentos. Chiodini também repassou R$ 800 mil para o desassoreamento de trechos do Rio Novo e do Rio Itapocu, em Corupá, além do convênio de R$ 2 milhões para obras de fixação da Boca da Barra, em Barra Velha. “Não podemos nos lembrar das cheias quando a água bate na nossa porta, estamos agindo agora”.

interna-7

Recursos para a boca da Barra do Itapocu somam R$ 2 milhões

Ainda na área ambiental, foi por esforços de Chiodini que Jaraguá do Sul foi escolhida para ser sede da 15ª Coordenadoria de Desenvolvimento Ambiental da Fundação do Meio Ambiente (Fatma). “Antes os processos eram analisados em Joinville e, com a Codam atendendo o Vale do Itapocu, conseguimos dar agilidade às demandas”, revela.

Mais infraestrutura para Jaraguá do Sul e Região

Para gerar empregos e atrair investimentos, uma cidade precisa apresentar uma boa relação entre infraestrutura e desenvolvimento econômico. Partindo desta premissa, Chiodini se empenhou para conquistar obras importantes para Jaraguá do Sul e região, entre as quais a ponte Desembargador Mario Rau, a duplicação do trecho urbano da BR-280, a revitalização da SC-110, a pavimentação do acesso à Chiesetta Alpina, além de investimentos em pavimentação de vias, ruas e avenidas.

Publicidade

comprar-carro-batido

“Melhorar a infraestrutura é melhorar as condições socioeconômicas de toda a população. Brigamos pelo investimento para a ponte do Rau, que liga os bairros Rau e Amizade, cujos investimentos ultrapassaram R$ 12 milhões. Também conquistamos o asfaltamento da estrada da Figueirinha, dando acesso à Guaramirim e Massaranduba, bem como os R$ 13 milhões para os trabalhos de terraplanagem, iluminação e pavimentação da SC-110, que liga Jaraguá a Pomerode”, exemplifica.

Para Carlos Chiodini, ainda há muito que fazer, e os últimos convênios firmados mostram que o trabalho está no caminho certo. “Cobramos, do Governo Estadual e do Governo Federal, parcerias e suporte para continuarmos os investimentos no Vale do Itapocu. Somente para o elevado da BR-280, os recursos somam R$ 41,2 milhões provenientes do Pacto por Santa Catarina”, diz.

interna-5

Rodovia que liga Jaraguá do Sul até Pomerode recebeu R$ 13 milhões para revitalização

O ato mais recente foi a liberação de R$ 20 milhões para pavimentação de 35 vias de Jaraguá do Sul, realizado em novembro. “No início do ano, o Governo do Estado havia firmado parceria de R$ 3,8 milhões com o Badesc para a pavimentação das Ruas Augusto Demarchi, Prefeito José Bauer e o segundo trecho da Waldemar Rau. Agora serão mais vias que receberão recapeamento e pavimentação, melhorando a mobilidade e o desenvolvimento”, completa o secretário da SDS.

Publicidade

selo-dipil-natal-5x5cm

O secretário da SDS lembra, ainda, que Segurança e Saúde são temas vitais para a qualidade de vida da população. “Nosso trabalho não estaria completo se não olhássemos para essas questões”, afirma. Jaraguá do Sul foi eleita, recentemente, a cidade mais pacífica do país e, para Chiodini, este é resultado dos trabalhos das Polícias Militar e Civil e da comunidade. “Quando estava como deputado, viabilizamos 36 viaturas e a contratação de 30 novos policiais. Já na Saúde, trabalhamos insistentemente para obter recursos que culminaram na reforma e ampliação dos hospitais São José e Jaraguá, e a UBS do bairro João Pessoa”, recorda.

interna-6

De olho no futuro

Quando perguntado sobre os planos para o futuro, Chiodini garante: estamos apenas no começo, temos muito trabalho pela frente “A inovação é o presente e o futuro de Jaraguá do Sul”, afirma. Para ele, é preciso ampliar ainda mais o trabalho de captação de investimentos aqui na região e principalmente ter planejamento, ter um olhar inteligente para a Jaraguá das próximas décadas, “Tenho acompanhado e apoiado constantemente o prefeito Antídio Lunelli, a Prefeitura está no caminho certo, acertando as contas e a gestão interna, estão fazendo um pente fino em todas equipes e processos de gerenciamento da estrutura administrativa, a pauta do governo vai apresentar muitas mudanças nos próximos meses, mudanças necessárias para alavancar o crescimento da nossa cidade”, comenta Chiodini. Carlos Chiodini é pré-candidato a deputado federal em 2018. “A região precisa de representatividade em Brasília, o dinheiro para as grandes obras está lá, entretanto ainda é cedo para falar do assunto. Temos muitos projetos que sairão do papel na Secretaria”, pontua.

interna-4

Reunido com o governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira no lançamento do programa de energias renováveis
Publicidade

2obanner_vallsa_360x344px

Ele diz que ainda existem projetos que estão em fase final para serem lançados, como o Geração Tec 2.0, de cursos gratuitos na área de tecnologia, e o Mais Crédito Microempresa, financiamento para empresários de micro e pequenas empresas (MPEs). Esta ação complementará o Juro Zero, programa que em seis anos disponibilizou R$ 200 milhões para microempreendedores individuais (MEIs) e que, em sua gestão, chegou a 100% dos municípios. “Muitos MEIs cresceram e se tornaram empresários de MPEs. Por isso estamos firmando parceria com Badesc e BRDE para tirar esse projeto do papel”, conclui.