Uso contínuo do descongestionante nasal traz consequências para saúde

Por: Revista Nossa Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

É comum as pessoas apresentarem um ciclo nasal em que, várias vezes ao longo do dia, um lado do nariz fica mais obstruído que o outro. O problema de usar vasoconstritores de forma crônica é que você acaba quebrando esse ciclo e o nariz só se abre bilateralmente com medicação. Esse quadro, em que o indivíduo fica dependente do remédio para "respirar bem", é conhecido como rinite medicamentosa.

Com o uso crônico do descongestionante, o nariz também absorve quantidades maiores do remédio, que passa a atingir a corrente sanguínea e ir para todo o organismo. Isso pode ser muito perigoso, especialmente em pacientes idosos e pessoas com problemas no coração.

O ideal é que, antes de optar pelo uso dos descongestionantes, o paciente consulte um especialista. Algumas técnicas simples também podem ajudar a aliviar o desconforto sem a necessidade de remédio, como lavar as narinas com soro fisiológico, deixar bacias com água nos quartos e manter uma boa higiene nasal.Atualmente, tramita no legislativo um projeto de lei, apoiado pela ABORL-CCF (da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico ­Facial), que restringe o uso de vasoconstritores nasais sem receituário médico. A ideia é que o uso seja controlado assim como o dos antibióticos.

 

Veja também

Como corrigir a postura com o fisioterapeuta Dr. Bruno Francisconi
Algumas dicas para evitar problemas posturais
Fisioterapeuta Andreia Chiavini afirma: sua saúde vale ouro
Um investimento para você
O fim das olheiras sem milagre
Nossa Estética com Dr. Eduardo Bornhausen Demarch
O implante de silicone nas mamas pode interferir na amamentação?
Mitos e verdades sobre cirurgias de mamas e amamentação
Moradores de Jaraguá devem se vacinar o quanto antes contra a febre amarela
Idosos com 60 anos ou mais devem buscar orientação médica antes de se vacinar
Confira quatro passos para desintoxicar o organismo, combater o cansaço e eliminar o inchaço
Confira quatro passos para desintoxicar o organismo, combater o cansaço e eliminar o inchaço