Revista Nossa entrevista Mona Santana: um bate papo franco sobre a vida de uma modelo

Por: Eduardo Klemtz Foto: Pupin & Deleu
Compartilhe

Ser bela, confiante e carismática é essencial para estar brilhando no mercado da moda. Com um sorriso no rosto e uma atitude avassaladora, conversamos com a top model Mona Santana, que conquistou não só Santa Catarina, como o Brasil inteiro durante seus 10 anos de carreira. Confira o bate-papo:

Revista Nossa: Pode se introduzir para os nossos leitores?
Mona: Eu me chamo Mona Santana Nsaif. Tenho 38 anos. Sou modelo e tenho formação em artes cênicas. Atualmente vivo entre Balneário Camboriú e Barra Velha.

Revista Nossa: Você sempre foi interessada em moda?
Mona: Na verdade, comecei a fotografar para campanhas de moda aos 8 anos de idade. Já desfilava em concursos com apenas 4 anos. De lá para cá, nunca deixei a moda. Mesmo percorrendo outros caminhos

Revista Nossa: O que ser uma modelo significa para você?
Mona: Ter resiliência, persistência, ter foco e não deixar nunca de ser sua essência pura e natural. Saber que seu corpo é sua ferramenta de trabalho. Porém sem uma mente equilibrada, não se chega a lugar nenhum.

Revista Nossa: Qual a sua percepção sobre a indústria da moda nos dias de hoje?
Mona: Na minha opinião, o que se destaca no meio sempre é a autenticidade, por mais que muitas vezes voltamos a algum estilo do passado, quem se mantém autêntico sobrevive e se destaca.



Revista Nossa: Quais as supermodelos ou personalidades que te inspiraram quando você começou a sua carreira?
Mona: Na minha época, como sou modelo fotográfica, quem me inspirou foi a Ana Paula Arósio. Ela era capa de várias revistas, era um incentivo, por não ser aquela modelo alta e super magra, como são as modelos do meio fashion na atualidade. Ela me deu coragem pra não desistir do meu sonho. Eu e meu 1.71 m de altura.

Revista Nossa: Geralmente o público acha que a vida de modelo é super glamourosa. Que glamour você deixou entrar na sua rotina? E o que não é nada glamouroso na vida de modelo?
Mona: Na minha rotina, entra o glamour no dia do job (o dia que vamos fotografar ou filmar), mas quando termina as fotos ou a gravação, saio do salto e já tiro logo a makeup, e volta a ?Mona natureba?. Não é nada glamouroso. Nosso trabalho é árduo. Geralmente acordamos super cedo para fazer fotografias externas, principalmente. Já cheguei a acordar de madrugada. No México, por exemplo, gravava diárias de 24 horas, já filmei 48 horas, fotografava 12 horas sem parar, é um trabalho de atleta mesmo, se não dormir bem e comer direitinho, não aguenta não!

Revista Nossa: Descreva o seu dia perfeito quando você não está modelando?
Mona: Estar na Praia com a família, meu namorado, meus amigos íntimos. Curtir meus gatos, mexer na minha horta. Sempre de chinelo, vida simples na natureza. Fazer alguma trilha, yoga e correr na praia me revigora. Também se sobrar tempo gosto de trabalhar na minha máquina de costura, adoro criar e fazer roupa, também fazer minha velas decorativas e limpar minha casa.

Revista Nossa: Como é a sua rotina de beleza?
Mona: Começo o dia bebendo muito líquido, quebro o jejum com limão, água e extrato de própolis. Limpo a pele diariamente e uso filtro solar de no mínimo FPS 30. Sigo uma alimentação low carb e orgânica, comida mais natural possível. O fato de eu beber muita água ajuda a deixar a pele mais iluminada.

Revista Nossa: O que você faz para ficar em forma?
Mona: Acredito que a alimentação equilibrada é fundamental, mas o 'Ashtanga Yoga', corrida e treino funcional 'HIIT' ajudam a modelar o corpo.

Revista Nossa: Cite três coisas que estão na sua lista de desejos?
Mona: Já realizei bastante nessa vida, mas acho que ser mãe, ter uma família com meu namorado completaria as minhas aspirações. Saúde para minha família e que todos sejam cada dia mais felizes e em paz.

Revista Nossa: Até que ponto a união e a presença da família te ajudaram na construção do seu sucesso profissional?
Mona: Morei mais de 20 anos longe da minha família, 6 anos fora do Brasil e o restante em São Paulo. Minha mãe sempre foi minha base, meu chão, mesmo distante, estava presente e eu confio muito nela, contava tudo. Acho que se não fosse ela, eu não teria dado prioridade pra comprar meu primeiro apartamento aos 26 anos. Ela sempre me ensinou valores como honestidade, ser independente e priorizar minha própria casa.

Revista Nossa: Qual foi o job que mais te marcou/orgulhou até hoje?
Mona: Gravei um comercial para os Estado Unidos, em Tulum, uma praia no México. Passei mais de 22 horas filmando e saindo do mar com os olhos abertos. Tiveram que colocar muito colírio para clarear meu olho, me lembro que a Rose, uma maquiadora mexicana disse pro diretor que não iria mais colocar colírio em mim porque era perigoso. Terminei a gravação, voltei pra casa, e quando acordei não enxerguei nada. Passei o dia na cama sozinha rezando pra voltar a ver. E na noite, graça ao bom Deus, voltei a enxergar. Hospital lá fora é caríssimo, muitas modelos passam por ?perrengue? parecido.

Veja também

7 dúvidas sobre sexo que você tem vergonha de perguntar
Falar sobre sexo já não é considerado mais um tabu
Cirurgia plástica no verão? Dr. Rodrigo Agacy tira todas as suas dúvidas
Confira as dicas para um pós-operatório tranquilo
Preenchimento labial: uma realidade possível e segura
Inspirada por celebridades mundiais, mulheres têm lotado clínicas de estética de todo país em busca de lábios carnudos e bem desenhados
Conheça a realeza da 31ª Schützenfest Jaraguá
Revista Nossa entrevista os nomes que representarão a festa em 2019
Máscara facial de açaí feita em casa rejuvenesce a pele
O sucesso do açaí se dá por conta da alta concentração de antocianinas