O verão está chegando e seu pet precisa de cuidados especiais!

Por: Revista Nossa Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

O clima quente e, por vezes, úmido propicia a proliferação de parasitas com maior facilidade. Dentre eles podemos citar as pulgas, carrapatos, sarnas e moscas que podem ser carreadoras de larvas de miíase, mais popularmente conhecida como bicheira e também os famosos bernes. O controle destes parasitas torna-se complicado nesta época do ano e é imprescindível o uso de coleiras repelentes e antiparasiticidas para evitar que haja infestação destes. No entanto, de nada adianta tratar apenas o seu bichinho e não tratar do ambiente que ele rotineiramente frequenta. A questão é que 95% dos parasitas encontram-se no ambiente e apenas 5% deles estão no seu bichinho. Hoje existem vários antiparasiticidas em diferentes apresentações e de diferentes composições que visam combater infestações sem criar resistência nos animais e cumprir com seu objetivo principal: combater ovos, larvas e a forma adulta de pulgas, carrapatos, sarnas e demais parasitas. As apresentações Spot on (pipeta líquida) e comprimidos estão sendo amplamente utilizadas e a maior parte deles têm duração de aproximadamente 30 dias de proteção. Uma desvantagem das pipetas, no entanto, está na sua absorção lenta pela pele. Os cães de pequeno e médio porte que passam mais tempo dentro de casa costumam ter uma frequência maior de banho que chega de 3 a 4 vezes por mês. Estes banhos, no entanto, costumam reduzir a eficácia destes produtos por remover parcialmente a porção que ainda não foi absorvida pela pele, reduzindo de 30 para apenas 10 ou 15 dias de proteção efetiva contra os parasitas. Em contrapartida, os comprimidos iniciam sua ação a partir do momento em que são ingeridos e cumprem com o prazo estipulado descrito em bula.

Outro agravante nesta estação do ano é o contato mais frequente com a areia da praia que, além de ser um ótimo meio para abrigar pulgas, sarnas, carrapatos e fezes contaminadas de cães e/ou gatos, também pode comprometer a córnea do seu bichinho quando entra em contato com os olhos. Em casos mais severos, pode provocar úlcera de córnea. Nesse caso, a melhor forma de prevenção é lavar bem os olhinhos deles com soro fisiológico assim que chegar em casa após o passeio na beira-mar, para remover qualquer resquício de grão de areia que possa ter ficado por ali. A areia também tem um alto potencial de armazenamento de calor. Nesse caso, atentamos para as patinhas dos cães e gatos, que são extremamente sensíveis, principalmente na região dos coxins, mais conhecidos como ?almofadinhas?. Estas, quando entram em contato com o chão muito quente, podem sofrer queimaduras sérias e até formar bolhas. O calor excessivo também pode prejudicar gravemente as raças braquicefálicas (de focinho achatado), que naturalmente apresentam dificuldade na troca de calor, levando à hipertermia, que consiste no aumento de temperatura corpórea, comprometendo várias funções do organismo. Recomenda-se providenciar uma ventilação e umidade adequada para garantir o conforto destas raças em situações climáticas mais críticas, utilizando ar-condicionado e balde de água/toalha úmida no mesmo ambiente para redução da temperatura corporal.

Sem contar que todo esse calor também tem influência direta com a radiação solar, e nem os cães e gatos estão livres dela. Os de pele rosada e pêlos claros costumam queimar o corpinho, além do plano nasal e as extremidades das orelhas quando expostos ao sol em horários mais quentes. Nesse caso, recomenda-se o uso de protetor solar de uso veterinário (você encontrará em pet shops e farmácias de manipulação veterinária) diariamente para proteger a pele sensível do seu amiguinho. Também existem algumas doenças que são mais frequentes nessa época do ano. Dentre elas podemos citar a parvovirose, giardíase e os vermes intestinais, que abordaremos em uma próxima oportunidade. Então, neste verão, antes de planejar suas férias, proteja seu melhor amigo e coloque em dia todas as vacinas, vermífugos e antiparasiticidas. E lembre-se de checar a temperatura do piso com a palma da sua mão no chão antes de iniciar qualquer passeio durante o dia. Assim, garanto que vocês vão curtir muito juntos nas próximas férias!

Veja também

Vacinações e vermífugos: uma forma simples de cuidado e amor
Coluna Pet com Roberta Saldanha Triviño
Veja 5 dicas para ter um relacionamento saudável
Saiba como ir ao encontro dessa relação duradoura, equilibrada e feliz
Crianças carentes de Jaraguá do Sul ganham festa e presentes de Natal
Natal Super Feliz: crianças carentes ganham festa e presentes
Revista Nossa lista 10 presentes de Natal criativos e cheios de charme. Confira!
Está sem ideias do que dar para seus entes queridos? Nós te ajudamos.
Católica SC realiza 1º Summit de Robótica
Evento é um dos maiores do Sul em número de participantes
Andarilha do Bem visita Jaraguá do Sul neste sábado!
Uma história cheia de emoção e solidariedade