Índice de acidentes por imperícia em Jaraguá do sul e região são um dos menores de SC

Por: Jeferson Cardozo Foto: DIVULGAÇÃO
Compartilhe

Jaraguá do Sul registrou uma redução 43% no índice de mortes por acidentes de trânsito ocorridos na cidade 'e envolvendo pessoas residentes no município'. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde, baseada em dados estatísticos levantados pela setor de Planejamento e reunidos em um documento denominado 'Informações sobre internações hospitalares SUS e mortalidade por acidentes de transporte', disponível no site da prefeitura jaraguaense e atualizado semestralmente.

Conforme o documento, o número de óbitos diminuiu de 30 para 17. Os dados revelam que os casos envolvendo acidentes com bicicletas (- 57%) e motocicletas (- 50%) foram os que mais contribuíram para essa redução, passando de sete para três mortes de ciclistas e de 16 para oito de motociclistas. Já os óbitos de pedestres e ocupantes de automóveis não apresentaram alterações, permanecendo um e cinco casos, respectivamente. O número de acidentes de trânsito vem diminuindo desde 2012. Considerando esse fato positivo, principalmente pelo aumento da população, do número de veículos na cidade e as vias serem praticamente as mesmas.

Tendência de redução em Santa Catarina
Apesar da taxa de mortalidade ainda possuir força no Estado, os dados indicam uma tendência de redução ao longo dos anos. Em 2007, um ano antes da instituição da Lei Seca, a taxa de mortalidade foi de 34,1 óbitos por 100 mil habitantes. Dez anos depois (2017), o índice foi de 25,6 óbitos por 100 mil habitantes. Em relação às internações pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em 2017 foram gastos R$ 705 milhões com Autorizações de Internação Hospitalar (AIH). Destas, R$ 80 milhões foram por causas externas. A maior parte, R$ 37 milhões, em função de quedas e R$ 17 milhões por acidentes de transporte. Os registros reforçam a importância da conscientização sobre os hábitos e as atitudes no trânsito, tema de campanhas nacionais como a do movimento Maio Amarelo. 'As elevadas taxas de mortalidade por acidentes de trânsito, e o montante gasto pelo SUS com internações hospitalares, servem para nortear a importância do tema para Santa Catarina. Por isso, é necessário o fortalecimento das ações intersetoriais focadas na educação e comunicação, fiscalização e infraestrutura, que são os pilares fundamentais para a diminuição no número de vidas perdidas'.

Jeferson Cardozo Especialista em segurança pública e em direito e gestão de trânsito, proprietário da Auto Escola Sinal Verde
www.facebook.com/AutoEscolaSinalVerdeOficial

Veja também

Católica SC abre vagas para a oficina gratuita de solidworks básico
As aulas serão ministradas pelo acadêmico de engenharia mecânica João Victor Salvaro
Participe do workshop 'Novas constelações: familiar e empresarial' com Goreti Desenvolvimento Humano
Agende sua participação!
Poupar no início do ano é a melhor saída para um 2019 saudável financeiramente
Passando por anos conturbados, com incertezas na economia, os brasileiros precisam controlar os gastos altos
Mais de 3,4 milhões de trabalhadores têm direito ao abono salarial neste mês
A estimativa do Ministério da Economia é de que R$ 2,8 bilhões sejam repassados
Projeto da Rede de Óticas Diniz contribui para mudar a realidade da visão infantil
Diniz Social já beneficiou cerca de 50 mil crianças entre seis e 12 anos de escolas públicas de mais de 300 cidades