Catarinense da seleção brasileira treina no Japão e vai disputar o World Masters

Por: Revista Nossa Foto: divulgação
Compartilhe

Judoca da seleção brasileira e do Esporte Clube Pinheiros (SP), o itajaiense Phelipe Pelim segue no Japão. Após ter ficado em sétimo lugar no Grand Slam de Osaka no último dia 23, ele viajou a Tóquio, onde está participando de um treinamento de campo com atletas do mundo inteiro. A delegação brasileira fica no Japão até este sábado.


"Está sendo um treinamento muito bom e intenso. Nessa fase é muito importante, porque ainda tem mais um campeonato neste ano, que é o World Masters (15 e 16/12), na China, onde entram só os 16 melhores do ranking mundial. Eu estou em 17°, mas como há países que repetem atletas, então eu entro. Estou muito feliz por essa convocação da Federação Internacional de Judô para esse campeonato, que é muito forte. Esse treinamento está sendo bem importante nesse final de preparação. Vamos manter o foco nos treinos para trazer um resultado positivo", declarou Pelim.

Em 2017, na categoria ligeiro (-60kg), Pelim ganhou três medalhas de ouro (Opens de Lima e de Santiago e Troféu Brasil), uma de prata (Grand Prix de Cancún) e duas de bronze (Grand Prix de Düsseldorf e de Tbilisi). Além das conquistas, disputou o Mundial, na Hungria. Neste ano, foi campeão do Sul-Brasileiro, do JASC e disputou o Mundial novamente, desta vez no Azerbaijão. 

Veja também

Jogador de voleibol jaraguaense participa de seletiva para futura convocação à Seleção Brasileira
Pedrinho está entre os 20 atletas selecionados
Fato ou fake? Promotor teria mandado prender lutadora de UFC que reagiu a assalto e espancou criminoso
História circula pela internet e gera especulações
Michael Schumacher respira sem ajuda de aparelhos, afirma jornal
Família gasta quase R$ 1 mi por mês em cuidados médicos
Técnica e atletas de voleibol jaraguaenses são convocadas pela Federação
Cinco atletas de voleibol e a técnica Karina Patrícia de Souza foram convocadas pela Federação Catarinense
Mulher de 102 anos se torna a paraquedista mais velha do mundo. Veja o vídeo!
Com 102 anos, a aventureira quebrou um recorde e se tornou a paraquedista mais idosa do mundo
Time do catarinense Rangel faz história na Espanha e se classifica para Copa
A Liga Asobal é a primeira divisão do handebol da Espanha e vem sendo dominada pelo Barcelona há oito anos