Entendendo a diferença de Osteopenia e Osteoporose

Por: Dr. Bruno Francisconi Foto: Divulgação
Compartilhe

Os ossos estão em constante processo de renovação e possuem células encarregadas por reabsorver as partes envelhecidas (chamadas de osteoclastos), além de outra, cuja função é produzir novos ossos (os osteoblastos). Esse processo é permanente e constante, o que possibilita a reconstituição do osso. Porém, com o tempo, naturalmente acontece um desequilíbrio entre formação e reabsorção óssea; ou seja, a absorção das células velhas aumenta ao passo que a formação de novas células diminui, o que resulta na desmineralização, tornando os ossos mais porosos e frágeis, aumentando, assim, o risco de fraturas. O que é osteopenia e osteoporose? Perdas mais brandas dessa massa óssea caracterizam a osteopenia. Já as perdas maiores, a chamada osteoporose, são mais graves e podem resultar em fraturas espontâneas.

Segundo o National Health Institutes, a osteoporose é uma doença caracterizada por resistência óssea comprometida, o que se entende por baixa massa óssea e deterioração da microarquitetura do osso, levando a aumento da fragilidade óssea e, por isso, o risco aumentado de fratura. Fatores de risco: História familiar da doença; Mulheres de pele branca, baixas e magras; Idade avançada > 65 anos; Deficiência na produção de hormônios; Medicamentos à base de cortisona, heparina e no tratamento da epilepsia; Alimentação deficiente em cálcio e vitamina D; Baixa exposição à luz solar; Imobilização e repouso prolongados; Sedentarismo; Tabagismo; Consumo de álcool; Algumas doenças reumatológicas, endócrinas e hepáticas.

Publicidade

kantan-gif-360x360

OSTEOPOROSE E OSTEOPENIA: TRATAMENTO A osteoporose pode ter diferentes causas e, sendo assim, torna-se indispensável determinar o que provocou a condição antes de propor o tratamento, que tem por objetivo retardar ou interromper a perda óssea, evitar fraturas, diminuir a dor (quando existente), e manter a função das articulações acometidas. Alguns medicamentos específicos são indicados, uma vez que podem aumentar a absorção do cálcio e sua deposição nos ossos, além da suplementação de cálcio e vitamina D. Indicações para exercícios regulares funcionam como complementares ao tratamento. Eles podem vir a reduzir a probabilidade de fraturas ósseas em pessoas com osteoporose. Atividades como caminhar, andar de bicicleta, nadar, correr e, especialmente, os exercícios com pesos são fundamentais para manter o tônus muscular e prevenir a osteoporose.

bruno3

Dr. Bruno Francisconi Fisioterapeuta

Serviço O quê: Smart Fisio ? ITC Vertebral. Quando: De segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas. Onde: Rua Marina Frutuoso, 422 ? Centro. Telefone: (47) 3017-8545.

Veja também

Dentista jaraguaense comemora quarenta anos de atividades dedicadas à saúde bucal
Seu consultório é um dos mais tradicionais e reúne pacientes fiéis
Dr. Neto José Santos comemora 30 anos lapidando sorrisos em Jaraguá do Sul
Com mais de 5.000 casos ortodônticos tratados, foi o pioneiro da ortodontia na cidade
Lentes de contato dental: tudo o que você precisa saber
Quais os benefícios?
Câncer de próstata pode matar cerca de 13 mil homens apenas neste ano
Campanha chama atenção à saúde masculina
Terapia manual: uma alternativa para tratamentos ortopédicos
Abordagens diferenciadas para restabelecer a função do tecido
Conhecendo os mitos e verdades sobre a flacidez da pele com Dr. Rodrigo Agacy
A flacidez surge quando a pele perde sua elasticidade