Entendendo a diferença de Osteopenia e Osteoporose

Por: Dr. Bruno Francisconi Foto: Divulgação
Compartilhe

Os ossos estão em constante processo de renovação e possuem células encarregadas por reabsorver as partes envelhecidas (chamadas de osteoclastos), além de outra, cuja função é produzir novos ossos (os osteoblastos). Esse processo é permanente e constante, o que possibilita a reconstituição do osso. Porém, com o tempo, naturalmente acontece um desequilíbrio entre formação e reabsorção óssea; ou seja, a absorção das células velhas aumenta ao passo que a formação de novas células diminui, o que resulta na desmineralização, tornando os ossos mais porosos e frágeis, aumentando, assim, o risco de fraturas. O que é osteopenia e osteoporose? Perdas mais brandas dessa massa óssea caracterizam a osteopenia. Já as perdas maiores, a chamada osteoporose, são mais graves e podem resultar em fraturas espontâneas.

Segundo o National Health Institutes, a osteoporose é uma doença caracterizada por resistência óssea comprometida, o que se entende por baixa massa óssea e deterioração da microarquitetura do osso, levando a aumento da fragilidade óssea e, por isso, o risco aumentado de fratura. Fatores de risco: História familiar da doença; Mulheres de pele branca, baixas e magras; Idade avançada > 65 anos; Deficiência na produção de hormônios; Medicamentos à base de cortisona, heparina e no tratamento da epilepsia; Alimentação deficiente em cálcio e vitamina D; Baixa exposição à luz solar; Imobilização e repouso prolongados; Sedentarismo; Tabagismo; Consumo de álcool; Algumas doenças reumatológicas, endócrinas e hepáticas.

Publicidade

kantan-gif-360x360

OSTEOPOROSE E OSTEOPENIA: TRATAMENTO A osteoporose pode ter diferentes causas e, sendo assim, torna-se indispensável determinar o que provocou a condição antes de propor o tratamento, que tem por objetivo retardar ou interromper a perda óssea, evitar fraturas, diminuir a dor (quando existente), e manter a função das articulações acometidas. Alguns medicamentos específicos são indicados, uma vez que podem aumentar a absorção do cálcio e sua deposição nos ossos, além da suplementação de cálcio e vitamina D. Indicações para exercícios regulares funcionam como complementares ao tratamento. Eles podem vir a reduzir a probabilidade de fraturas ósseas em pessoas com osteoporose. Atividades como caminhar, andar de bicicleta, nadar, correr e, especialmente, os exercícios com pesos são fundamentais para manter o tônus muscular e prevenir a osteoporose.

bruno3

Dr. Bruno Francisconi Fisioterapeuta

Serviço O quê: Smart Fisio ? ITC Vertebral. Quando: De segunda a sexta-feira, das 7 às 21 horas. Onde: Rua Marina Frutuoso, 422 ? Centro. Telefone: (47) 3017-8545.

Veja também

Homem descobre não ser o pai biológico dos três filhos ao ser diagnosticado com doença
Plataforma inovadora trata problemas capilares
Bulge Hair Restoration plataforma de análise e tratamento para queda de cabelo e calvície
Participe do desafio Detox Nutrilli pós-férias!
A Nutrilli estará realizando mais uma edição do desafio detox. Inscreva-se!
É preciso ter cuidado com as dores de cabeça
Você já teve aquela dor de cabeça que não passa por nada?
Cirurgia plástica no verão? Dr. Rodrigo Agacy tira todas as suas dúvidas
Confira as dicas para um pós-operatório tranquilo